conecte-se conosco

Paraná Empreendedor

América, até quando?

“Populismo, autoritarismo, democracia frágil: as mazelas regionais na visão de quem teme pela sua perpetuação”, a visão de um homem público de visão do tipo que falta ao país no cenário atual

Publicado

em

Terra fértil para empreendedores ousados

Euclides Scalco estaria fazendo 89 anos, se estivesse vivo. Tive o privilégio de fazer parte de seu rol de amigos. Aprendi muito. Foi referência como homem público e faz falta no cenário político nacional.

Do jornalista Aroldo Murá: “Scalco nem de longe lembra o estereótipo do político latino. Um sorriso naquele faciens carrancudo é quase um prêmio para o interlocutor que, diante do rápido esboço facial do personagem, poderá se achar contemplado por especial graça. Mas ele nasceu assim, só parece ter aperfeiçoado ao longo dos anos essa capacidade de manter à distância – muito própria de um analista – daqueles com quem dialoga.

Na análise de conjuntura política do país e América Latina publicada no jornal Universidade – Instituto Ciência e Fé em março de 2007, Scalco nos apontava: “O desempenho econômico público e a inoperância dos governos na América Latina – uma safra de lideranças carismáticas e populistas”. Nessa análise, ele inclui o perfil dos presidentes Chávez, Morales, Rafael Correa, Kirchner e Lula: Chávez é uma personalidade paranóica que quer ser o novo Bolívar da América Latina e herdar o patrimônio político de Fidel Castro. O que preocupa é que os presidentes eleitos na América Latina se mostram dóceis à questões chavistas”.

A análise da Conjuntura Política da América Latina, tinha em vista a V Conferência do Episcopado Latino Americano e Caribenho (maio de 2007), com a presença do Papa Bento XVI. Scalco foi um dos palestrantes (“América, até quando?”) abordou os aspectos históricos e culturais e mostrou números da economia que comprovavam o péssimo desempenho latino-americano no mercado mundial, que deixam o continente à beira de um processo de africanização.

“Somos um continente em busca de identidade. O grande contingente de imigrantes europeus, entre o final do século XIX e o começo do século XX, provocou um processo de integração e miscigenação social, étnica e racial nas principais sociedades latino americanas. Esse cenário difere do processo que se observa, por exemplo, na Ásia, mais homogêneo e hierárquico que o nosso. Talvez isso possa explicar como países como China, Japão, Índia e Coréia do Sul têm avançado de maneira mais agressiva do que nós, latino-americanos.”Homens públicos como o Scalco estão a fazer falta em nossa sociedade.

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.