Connect with us

Maçonaria

PRINCÍPIO MAÇÔNICO DA IGUALDADE

Que bom momento para falar sobre igualdade

Publicado

em

Que bom momento para falar sobre igualdade. E eu vou levar essa questão para ser um observador do meu ambiente e me referir um pouco sobre o nosso papel nesta era de desigualdade, injustiça, traição e opressão, durante essa Pandemia.

Os princípios dos bons maçons (não nos esqueçamos de que vivemos em um mundo de opostos) são seu pilar em sua escala de valores.

Nossa essência não tem nome, sobrenome, idade, status social, religião ou dogma ou doutrina pendente que perturbem a compreensão da verdade.

Lembre-se de que a nossa essência é livre e, desde o início, somos todos iguais.

Eu adoraria citar literatura e escritos de outros autores sobre a igualdade, mas quando o assunto me atribuído eu senti um pouco sobrecarregado recordando os casos de xenofobia, racismo e opressão de viver todo o nosso mundo.

Eu adoraria cantar ou contar histórias românticas sobre igualdade e transcrever as palavras dos outros, mas a realidade me bate com esse tema todos os dias.

Que responsabilidade todos nós temos como cidadãos do mundo para respeitar as diferenças e a diversidade que nós, como espécie humana Temos?

A questão me domina, mas não sei até onde a resposta pode ir.

É nossa responsabilidade evoluir como raça humana, mas no qual coletivamente falhamos.

POVOS TÊM OS OPRESSORES QUE MERECEM

Conheço o princípio da igualdade, mas tenho a responsabilidade de praticá-la todos os dias com meus irmãos em cada ato de compaixão e em cada doação sem receber nada em troca.

A igualdade não tem raça ou cor, nem estrato ou religião.

Não tem dogma ou doutrina, é simplesmente liberdade, respeito e compaixão para tratar o próximo como você gostaria que tratassem você.

SOMOS TODOS FILHOS DO MESMO CRIADOR, com o mesmo princípio e com o mesmo fim, mas a questão não é apenas conhecê-lo.

A igualdade é igual e o equilíbrio curativo predomina em todas as situações fundamentais da vida.

A igualdade une, constrói e oferece bem coletivo.

Nós não só temos a responsabilidade como cidadãos do mundo, mas também como maçons livres para praticar o princípio que nos governa da nossa consciência em espírito e verdade para sermos honrados às nossas convicções cumprindo o caminho do polimento da nossa pedra.

Aquilo que é polido com malho e cinzel toda vez que a vida nos dá uma lição.

Essa igualdade é o princípio que governa a transformação coletiva de nossa raça.

Por que acabamos pagando por um planeta que nos dá tudo de graça?

Um planeta sem fronteiras, sem países divididos, sem governos e em absoluta liberdade.

A igualdade não é apenas um princípio maçônico, é a parte fundamental de sustentar uma sociedade equitativa e solidária.

SEM IGUALDADE HAVERÁ SEMPRE POBREZA

Minha responsabilidade como maçom dentro da prática da igualdade é aplicar todos os dias da minha rotina com pequenos atos de compaixão que favoreçam equitativamente os outros em todas as situações vividas conscientes durante o dia.

Uma grande transformação nunca será alcançada se não for alcançada primeiro a rotina diária que estabelece a mudança de hábitos.

…”Pequenas mudanças alcançam grandes transformações”…

Eu conscientemente pratico a igualdade da minha convicção maçônica.

Yassin Taha

Dep Federal GOB