conecte-se conosco

Fabiano Montez

Você ainda tenta agradar todo mundo? Cuidado, isso pode estar tomando a sua liberdade…

Publicado

em

Já vou começar esse tema falando a verdade nua e crua: não é fácil para ninguém. Mas parar de se importar com o que as pessoas pensam é um grande atalho para a liberdade.

É insuportavelmente chato se importar com o que as pessoas pensam sobre a gente. O motivo principal é bastante óbvio: esse negócio de ficar pensando o que as pessoas estão pensando sobre tudo o que você faz, fez ou vai fazer, pode acabar tomando proporções tão absurdas a ponto de controlar sua vida e todas as suas atitudes.

E quem sofre as consequências desse comportamento insano? Você mesmo. A principal consequência é se tornar um tipo de pessoa que não toma posição nenhuma sobre nada nunca, e fica ali ocupando espaço em um dos lugares mais lotados do mundo: em cima do muro.

Um estudo realizado pela National Science Foundation – um órgão dos Estados Unidos destinado a promover a ciência e a engenharia através de programas de pesquisa e projetos de educação -, realizou um estudo alegando que uma pessoa tem mais de 50 mil pensamentos em um dia. O que significa que, mesmo que alguém pensar em você mais de 10 vezes por dia, isso será equivalente a apenas 0,02% de todos os pensamentos que ela teve naquele dia. Acredite ou não: você não é tão especial assim.

Ninguém no mundo é capaz de agradar todo mundo. Nem o sol, nem o mar conseguiram, então, não seria sábio da nossa parte tentar. 

Você colhe o que planta, quanto mais você pensar no que os outros estão pensando, mais todo mundo vai pensar alguma coisa de você. E mais, você vai se tornar umas dessas pessoas obcecadas por aprovação – aquelas que ninguém gosta – e, o pior, complacente com todo mundo, achando que isso vai impedir qualquer tipo de julgamento sobre você. Não vai.

Sua vida é feliz ou significativa? Pense nisso e cuide do seu bem mais precioso, seu tempo, não o perca com tantos pensamentos que não te levarão a lugar algum!

Desejo dias abençoados, e vamos juntos!

Continuar lendo
Publicidade