conecte-se conosco

ADI Paraná

Licenciada

Publicado

em

ADI

A Producerta, com sede em Pitanga, no Noroeste do Paraná, ampliou suas atividades em uma nova unidade de beneficiamento de grãos, moinho de trigo e sementes em Boa Ventura de São Roque. A empresa recebeu a Licença de Operação (LO) das mãos do secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), Márcio Nunes, durante visita aos estandes da Produshow, feira organizada pelo Sindicato Rural de Pitanga.

Foto: Alessandro Vieira

Mais empregos

“O Paraná já licenciou cerca de R$ 100 bilhões em novos empreendimentos desde 2019. São licenciamentos que geram empregos e que colocaram o Paraná em destaque”, disse Nunes. A criação de empregos, de acordo com o secretário, está associada com a sustentabilidade, uma vez que as licenças ambientais exigem que a produção seja cada vez mais limpa e que as empresas adotem boas práticas.

BR-101

O deputado federal e líder da bancada paranaense, deputado Toninho Wandscheer (PROS), voltou a defender nesta semana que é possível construir a BR-101 no Paraná sem problemas ambientais. “O problema é que qualquer investimento importante no Litoral do Paraná encontra muita resistência por parte de ONGs e do Ministério Público e acaba judicializado”, diz o líder da bancada, deputado Toninho Wandscheer.

Rota alternativa

O Paraná é o único estado brasileiro onde a BR-101 não existe. Ela corta o Brasil de Norte a Sul, mas é interrompida no território paranaense. O traçado da BR-101 paranaense começaria na divisa com Santa Catarina, formando um entroncamento com a BR-376 e passaria pela Serra do Mar, criando uma rota alternativa para a BR-116 e interligando os portos dos dois estados. O principal benefício da BR-101 seria desviar o tráfego pesado do centro de Guaratuba.

Redução de óbitos

Apesar do aumento no número de infecções pela Covid-19 no Paraná, puxadas pela circulação da variante Ômicron, 298 cidades (74,6% do Estado) não registram óbitos pela doença há dois meses (20 de novembro a 20 de janeiro). É como se 3 em cada 4 municípios estivessem sem óbitos nesse período. A queda no número de mortes em todo o Estado é resultado da vacinação em massa. Até o momento, o Paraná tem mais de 70% da população completamente imunizada com segunda dose e dose única.

A vacina…

“Sem a vacina, teríamos perdido a vida de ainda mais paranaenses. Com o avanço da campanha de imunização, conseguimos frear a evolução da doença no Paraná. A queda na mortalidade sem dúvida é reflexo da efetividade e segurança das vacinas”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto. O Paraná avança na vacinação contra a covid, nesta semana crianças a partir de 05 anos de idade iniciaram o ciclo de imunização contra a doença.

4ª D

A Prefeitura de Maringá iniciará a vacinação da 4ª dose contra covid-19 para imunossuprimidos na segunda-feira, 24. É necessário respeitar o intervalo de quatro meses após a 3ª dose e acima de 18 anos.

Inovação aberta

O programa do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), que une empresas e startups a fim de acelerar o desenvolvimento do Paraná, teve como destaque um modelo de gestão que é tendência: a inovação aberta. “O objetivo desse modelo é promover a colaboração com pessoas e organizações externas à empresa, expandindo os horizontes dos negócios, assim como propõe o BRDE Labs”, explicou o presidente do BRDE, Wilson Bley Lipski.

BRDE Labs

A experiência do BRDE Labs foi um divisor de águas na história da Specrux. A startup da área de monitoramento e processamento de dados, incubada na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), trabalhou em conjunto com a empresa âncora Enaex, líder em produção de explosivos e serviços de fragmentação de rocha. Ambas apontam a valorização da inovação aberta como ponto forte do programa.

Criptomoedas

Com o fim do recesso legislativo, em fevereiro, o Senado deve acelerar as discussões sobre projetos que buscam instituir um marco regulatório para as criptomoedas. Ao menos três propostas sobre o tema podem ser analisadas pelos senadores. Os textos têm uma série de pontos em comum, como a aplicação de regras para dar mais transparência e segurança ao mercado de criptoativos e aumentar a fiscalização do setor, sobretudo para reduzir as possibilidades de fraudes com esse tipo de moeda.

CoronaVac em crianças

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a aplicação do imunizante CoronaVac em crianças e adolescentes com idade entre 6 e 17 anos – exceto em casos de menores imunossuprimidos (com baixa imunidade). A decisão foi tomada durante reunião extraordinária da diretoria colegiada. Crianças e adolescentes com comorbidades também poderão receber a vacina, que será aplicada em duas doses, com intervalo de 28 dias. A vacina é a mesma utilizada atualmente na imunização de adultos.

Procura-se um candidato

Praticamente todos os partidos, grandes, médios e até pequenos, têm candidatos à Presidência em outubro, seja para valer, seja para esquentar a cadeira até o baile de fato começar. Já o União Brasil, fusão de DEM e PSL, não lançou nenhum nome e passa a ser um “partidão” disputado na eleição. Com 81 deputados, os 52 do PSL e os 29 do DEM, o União Brasil tem a maior bancada da Câmara e R$ 1 bilhão de fundo eleitoral e partidário.

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

Continuar lendo
Publicidade