Connect with us

Ciência e Saúde

Hospital Regional do Litoral realiza primeira captação total de órgãos

No Brasil, as doações de órgãos ocorrem após o diagnóstico de morte encefálica e precisam ser autorizadas pela família do doador

Publicado

em

O Hospital Regional do Litoral, unidade própria do Estado em Paranaguá, realizou sua primeira captação total de órgãos (coração, fígado, pâncreas e rins) de um doador de 26 anos, vítima de traumatismo craniano, na madrugada de sábado, 15. Os órgãos foram encaminhados para hospitais do Paraná.

Conforme explica o diretor do Hospital Regional do Litoral, Rene Crepaldi Junior, o paciente doador sofreu uma queda e deu entrada no hospital no dia 11 de setembro. Após três dias, foi constatada a morte encefálica do rapaz. “Diante do quadro, a família do paciente foi contatada e durante a conversa orientada sobre a possibilidade de doação de órgãos, concordando com a doação”, disse Crepaldi.

No Brasil, as doações de órgãos ocorrem após o diagnóstico de morte encefálica e precisam ser autorizadas pela família do doador, mesmo que o paciente tenha registrado em vida a vontade de ser doador. Por isso, a conversa com as famílias de potenciais doadores é considerada um momento crucial para a concretização das doações.

 

MENOR ÍNDICE DE RECUSA

No último levantamento da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), o Paraná aparece como o Estado com menor índice de recusas de famílias. Apenas 25% dos familiares entrevistados pelas equipes paranaenses decidiram não fazer a doação. No País, a média de recusa após entrevista é de 43%. O Paraná é o primeiro lugar no País em doações efetivas de órgãos por milhão de população.

De janeiro a agosto deste ano, no Hospital Regional do Litoral, por exemplo, das 9 entrevistas feitas com famílias de possíveis doadores, oito resultaram na autorização familiar para a doação.

Para a coordenadora do Sistema Estadual de Transplantes, Arlene Badoch, o resultado foi conquistado graças aos investimentos do Estado no preparo das equipes de profissionais. “Além de abordar aspectos técnicos, como protocolos e diretrizes sobre a doação de órgãos, é necessário preparar os profissionais para atender de forma sensível e acolhedora as famílias de possíveis doadores”, explica Arlene.

 

NÚMEROS

Entre janeiro e agosto deste ano, o Paraná concretizou 382 doações e 654 transplantes de órgãos no Paraná (418 transplantes de rim, 11 de pâncreas, 212 de fígado e 13 de coração). Além desses, também foram realizados 568 transplantes de córnea e 50 transplantes de órgãos de doadores vivos (49 de rim e 1 de fígado).

 

Fonte: AEN

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.