Logotipo
Valmir Gomes

Valmir Gomes

Compartilhe

DEVE CAIR A CASA COM MURO E TUDO

08 de novembro de 2018

O Coritiba foi à simpática Sorocaba buscar um resultado positivo, alguns até falaram em adversário certo para o momento! Afinal o São Bento de Sorocaba não iria criar nenhum problema para o Coritiba, que precisava de uma vitória, principalmente fora de casa. Ledo engano. O time do Marquinhos Santos, ex-técnico coxa, deu um chocolate no Coritiba 5x2 ao natural, sem forçar muito. Existem no futebol derrotas consideradas normais, até previsíveis dentro das possibilidades do momento, como também existe no futebol derrota vergonhosa. Este foi o caso em questão, perder para o São Bento é uma coisa, ser goleado passivamente pelo São Bento é outra bem diferente. Antigamente uma derrota desta derrubava até o presidente. Caía a casa com muro e tudo.

LONDRINA CHEGANDO

O time do Sérgio Malucelli anda impossível, desde a chegada do técnico Roberto Fonseca não perde mais como visitante e, principalmente, como mandante. Agora com show do Dagoberto, venceu o Criciúma por 4x2 entrando definitivamente no páreo da quarta vaga à primeira divisão de 2019. Vagner, Dirceu, João Paulo, Germano, Paulinho Mocelin, Felipe Marques e o goleador Dagoberto, compõem uma equipe de experiência e qualidade. Sorte, Londrina!

VEXAME DO GRÊMIO MARINGÁ

Lendo a coluna do querido amigo Fiori Luiz, da Folha de Londrina, fiquei sabendo mais uma do Aurélio Almeida, o seu time Grêmio de Maringá simplesmente não foi jogar contra o Nacional de Rolândia. Devendo salários alimentação e hotel, na Cidade Canção, o Grêmio simplesmente não compareceu ao jogo. WO é o nome técnico da derrota. Pensar que o Grêmio de Maringá já foi três vezes campeão estadual, com verdadeiros craques como Pinduca, Haroldo, Garoto, Roderley, Zuringue, Nivaldo e o dono da meia cancha Didi, um volante de Seleção Brasileira. A torcida do Grêmio Maringá não merece um vexame como este. Lamentável.

A MORTE DO DANIEL

Gente, quase não dá para acreditar! Um jovem, a convite, sai da sua cidade e vem a São José dos Pinhais festejar o aniversário de uma conhecida. A festa vara a madrugada, com o ingrediente da bebida alcoólica em exagero. O amanhecer vem junto com a morte de Daniel. Agora histórias e divergências sobre o acontecimento. O delegado do caso, Amadeu Trevisan, está agindo com a experiência e a correção que o momento exige, sem atropelos ou exposição desnecessária. A cada dia novas notícias estarrecem a sociedade. O caso virou manchete no mundo inteiro. Daniel está morto, os vivos do caso, devem estar mortos de arrependimento. Chico Xavier nos ensinou que as drogas e a noite são más companheiras.