conecte-se conosco

Valmir Gomes

DEVE CAIR A CASA COM MURO E TUDO

O Coritiba foi à simpática Sorocaba buscar um resultado positivo…

Publicado

em

O Coritiba foi à simpática Sorocaba buscar um resultado positivo, alguns até falaram em adversário certo para o momento! Afinal o São Bento de Sorocaba não iria criar nenhum problema para o Coritiba, que precisava de uma vitória, principalmente fora de casa. Ledo engano. O time do Marquinhos Santos, ex-técnico coxa, deu um chocolate no Coritiba 5×2 ao natural, sem forçar muito. Existem no futebol derrotas consideradas normais, até previsíveis dentro das possibilidades do momento, como também existe no futebol derrota vergonhosa. Este foi o caso em questão, perder para o São Bento é uma coisa, ser goleado passivamente pelo São Bento é outra bem diferente. Antigamente uma derrota desta derrubava até o presidente. Caía a casa com muro e tudo.

LONDRINA CHEGANDO

O time do Sérgio Malucelli anda impossível, desde a chegada do técnico Roberto Fonseca não perde mais como visitante e, principalmente, como mandante. Agora com show do Dagoberto, venceu o Criciúma por 4×2 entrando definitivamente no páreo da quarta vaga à primeira divisão de 2019. Vagner, Dirceu, João Paulo, Germano, Paulinho Mocelin, Felipe Marques e o goleador Dagoberto, compõem uma equipe de experiência e qualidade. Sorte, Londrina!

VEXAME DO GRÊMIO MARINGÁ

Lendo a coluna do querido amigo Fiori Luiz, da Folha de Londrina, fiquei sabendo mais uma do Aurélio Almeida, o seu time Grêmio de Maringá simplesmente não foi jogar contra o Nacional de Rolândia. Devendo salários alimentação e hotel, na Cidade Canção, o Grêmio simplesmente não compareceu ao jogo. WO é o nome técnico da derrota. Pensar que o Grêmio de Maringá já foi três vezes campeão estadual, com verdadeiros craques como Pinduca, Haroldo, Garoto, Roderley, Zuringue, Nivaldo e o dono da meia cancha Didi, um volante de Seleção Brasileira. A torcida do Grêmio Maringá não merece um vexame como este. Lamentável.

A MORTE DO DANIEL

Gente, quase não dá para acreditar! Um jovem, a convite, sai da sua cidade e vem a São José dos Pinhais festejar o aniversário de uma conhecida. A festa vara a madrugada, com o ingrediente da bebida alcoólica em exagero. O amanhecer vem junto com a morte de Daniel. Agora histórias e divergências sobre o acontecimento. O delegado do caso, Amadeu Trevisan, está agindo com a experiência e a correção que o momento exige, sem atropelos ou exposição desnecessária. A cada dia novas notícias estarrecem a sociedade. O caso virou manchete no mundo inteiro. Daniel está morto, os vivos do caso, devem estar mortos de arrependimento. Chico Xavier nos ensinou que as drogas e a noite são más companheiras.

 

 

Continuar lendo
Publicidade