conecte-se conosco

Valmir Gomes

ACERTOS E TÍTULO

Foi uma semana e tanto para os atleticanos, começou com o acordo entre o clube, os Fanáticos e Ultras.

Publicado

em

Foi uma semana e tanto para os atleticanos, começou com o acordo entre o clube, os Fanáticos e Ultras. Fruto desta união, a Arena recuperou sua magia, uma espécie de alma  atleticana. Depois disso, houve uma entrevista de Mário Celso Petraglia, falando verdades que todos sabem e poucos têm a coragem de dizer. Entre um fato e outro, a vitória cantada em prosa e verso sobre o São Paulo, pela Copa do Brasil. Para completar a semana, os meninos do Tiago Nunes, venceram o Coritiba e conquistaram o título Estadual. Foram dias de acertos e título. Convenhamos, o Atlético merece parabéns.

 

O JOGO

Com a vantagem o Coritiba foi todo defesa na primeira fase. Perseverante o Atlético fez 2 X 0 na etapa final, e ao natural foi mais equipe durante toda partida. Para terem uma ideia, o ataque Coxa obrigou o goleiro Caio do rubro-negro a trabalhar muito pouco, quase nada. Enquanto isto, Wilson, o guapo do Coritiba, era obrigado a fazer grandes defesas. Foi um jogo quase unilateral, com todo respeito ao Coritiba e sua história, o Atlético foi superior o jogo inteiro. Defendeu com facilidade, devido à fragilidade ofensiva do adversário, teve mais criatividade, e foi superior ofensivamente. Mais não digo, porque mais não é preciso.

 

DESTAQUES

A defesa do Atlético teve refresco, o ataque coxa-branca não existiu. Mesmo assim, Zé Ivaldo e Renan Lodi, apareceram bem. Do meio para frente, Deivid um senhor volante, Bruno Guimarães e João Pedro, categoria absoluta na meia cancha. Ederson tem faro de gol com perfeita colocação. No Coritiba, Wilson, Thalisson Kelven e Romercio merecem destaque, mesmo sobrecarregados, impediram um placar maior do adversário. Daí para frente, fica difícil destacar alguém.

 

ME DESCULPEM

Caríssimos leitores, anunciei nesta coluna a cobertura da final do Campeonato Paranaense, pela rádio Ilha do Mel FM e sua equipe esportiva liderada por Valdir Brás. Por força maior, a jornada foi cancelada. Caríssimos leitores, me desculpem.

O PRISIONEIRO DO BRASIL

Depois de marchas e contramarchas jurídicas, depois de insubordinação à lei, finalmente no sábado Lula se entregou à justiça. Aquela imagem do ex-presidente descendo do helicóptero, rumo à sua cela na Federal, foi emblemática. Naquele momento caiu a ficha. O "cara" segundo Barack Obama, estava preso. Um misto de justiça e vergonha tomou conta do País. A prisão do político, é um tapa na cara do Brasil. Não temos muito o que comemorar. Precisamos acordar, eleger candidatos honestos e preparados, que façam as reformas políticas necessárias, dificultando oportunidades para atos desonestos. O prisioneiro do Brasil manchou sua biografia. Estamos órfãos de líderes políticos com competência e honestidade. É triste, porém verdadeiro.

 

Continuar lendo
Publicidade

Em alta