conecte-se conosco

Tecnologia

Google anuncia cabo submarino próprio que vai cruzar o Atlântico

Ele ligará, mais especificamente a cidade de Virginia Beach até a costa oeste da França, atendendo também a região da Bélgica

Publicado

em

O Google vai iniciar a construção de um novo cabo submarino transatlântico, que ligará a América do Norte à Europa. Anunciado nesta quarta-feira, 18, o cabo, batizado de Dunant em homenagem a Henry Dunant, fundador da Cruz Vermelha e primeiro ganhador do Nobel da Paz, deve estar operacional ao final de 2020.

O Dunant tem algumas peculiaridades que o diferenciam de outros cabos submarinos. O Google conta que ele será o primeiro cabo transatlântico construído por uma empresa privada que não opere no setor de telecomunicações. Ele ligará, mais especificamente a cidade de Virginia Beach até a costa oeste da França, atendendo também a região da Bélgica, ampliando a capacidade do Google Cloud, a plataforma em nuvem da empresa.


Tradicionalmente, a tarefa de criar um cabo que cruze o oceano é feita em um consórcio com outras empresas, normalmente de telecomunicações, por se tratar de uma atividade cara. No entanto, o Google vê três vantagens em controlar todo o processo de produção e instalação:

Desempenho e latência: cabos são feitos para servir uma rota específica. Quando construímos de forma privada, podemos escolher esta rota baseado no que vai nos oferecer a menor latência para o maior grupo de clientes. Neste caso, queríamos conectividade através do Atlântico que fosse perto de certos data centers.
Capacidade: A largura de banda que queremos entregar pode variar bastante dependendo do que já existe e do que nossos consumidores mais precisam, agora e no futuro. Nosso planejamento de capacidade já inclui estimativas das necessidades do Google e de nossos clientes para vários anos.
Largura de banda garantida por toda a vida útil do cabo: A vida útil de um cabo pode variar entre 15 e 25 anos, mas como em muitos projetos de infraestrutura ele algumas vezes continua servindo a rota além de sua vida útil projetada inicialmente. Nossa capacidade de garantir aos clientes um determinado nível de conectividade os ajuda a criar planos para o futuro de seu negócio de forma confiante.
O Google também tem outros três projetos de cabos submarinos, que devem começar a sair do papel em 2019, com o mesmo objetivo do Durant, de expandir a capacidade de sua plataforma de computação em nuvem. O primeiro, chamado de Curie (homenagem à cientista Marie Curie, pioneira nas pesquisas com radioatividade), ligará o Chile a Los Angeles e será outro projeto privado. Já o Havfrue (“sereia” em dinamarquês) ligará os EUA à Dinamarca e à Irlanda, enquanto o cabo Hong-Kong-Guam (HK-G) ligará partes da Ásia; ambos serão desenvolvidos por um consórcio com outras empresas.

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.