Logotipo

Convenção na Suíça debate proibição de armas biológicas e toxínicas

04 de setembro de 2019

ABIN integra delegação brasileira em convenção em Genebra

Compartilhe

A ABIN integrou o encontro anual de especialistas da Convenção para Proibição de Armas Biológicas e Toxínicas (CPAB), em Genebra (Suíça). Equipe do Pangeia (Programa Nacional de Articulações entre Empresas, Governos e Instituições Acadêmicas para a Prevenção e Mitigação do Risco de Eventos Químicos, Biológicos, Radiológicos e Nucleares Selecionados) representou a Agência no evento, organizado pela Organização das Nações Unidas (ONU).

O ministro conselheiro da delegação brasileira junto às Nações Unidas, Pedro Luiz Dalcero, destacou o trabalho do Pangeia para representantes de 90 Estados-partes. O reconhecimento foi feito durante discussão sobre “Assistência, Preparo e Resposta”.

Convenção

A CPAB é um tratado multilateral que visa à eliminação das armas biológicas por meio da proibição do desenvolvimento, produção, aquisição, armazenamento, retenção, transferência ou uso dessa categoria de Armas de Destruição em Massa (ADM).

A participação da ABIN propiciou o acompanhamento do uso de ADM e de atividades ilegais de bens de uso dual, consideradas ameaças prioritárias pela Política Nacional de Inteligência (PNI).

Apresentação

Durante a missão, os representantes da ABIN realizaram apresentação sobre as ações desenvolvidas pelo Pangeia a grupo formado pelos diplomatas e militares da Missão Permanente do Brasil junto à ONU em Genebra.

 


Colunistas