conecte-se conosco

Polícia

PRF e GCM apreendem 67 sacos de soja recolhidos em vazadas

Com o apoio da Guarda Civil Municipal, as equipes da PRF abordaram o veículo, na altura do KM 4,5, região da Vila São Jorge.

Publicado

em

Por volta das 9h50 de ontem, 18, equipes da Polícia Rodoviária Federal, do Posto Alexandra, receberam uma denúncia anônima com relação ao transporte de mercadoria de origem ilícita.  O veículo, um caminhão FORD/F4000, de cor vermelha, com placas de Morretes, estaria carregado com sacos de soja, que foi recolhida durante "vazadas" na BR-277.

Com o apoio da Guarda Civil Municipal, as equipes da PRF abordaram o veículo, na altura do KM 4,5, região da Vila São Jorge. Ao verificar a carroceria, os policiais e agentes encontraram 64 sacos carregados com soja, sem documentação de origem. O motorista do caminhão, Roberson Rodrigues Duarte, de 28 anos, e o passageiro, Everson Rudimar Cardoso, de 29, os dois moradores em Morretes, contaram aos policiais rodoviários federais, que carregaram os sacos em uma residência nas proximidades.

As equipes foram até o imóvel e encontram mais 3 sacos cheios do grão e cerca de  500 quilos espalhados pelo quintal, além de vestígios,  indicando que no terreno, fertilizante teria sido despejado.  Uma menor, de 17 anos, que estava na residência na Rua Paulo Borges Alves, confessou que os produtos encontrados eram oriundos de vazadas ocorridas na região, e que o responsável pela carga carregada era seu pai e irmãos, que fugiram do local, antes da chegada das equipes da PRF e da GCM.

Diante dos fatos e do material apreendido, todos os envolvidos foram encaminhados para a 1.ª SDP – Delegacia da Policia Civil de Paranaguá, aonde foram autuados pelo crime de receptação.

Continuar lendo
Publicidade