conecte-se conosco

Polícia

Batalhão Litorâneo comemora 41 anos de criação

Autoridades participaram da comemoração, que aconteceu em Matinhos

Publicado

em

Integrantes do Poder Judiciário, prefeitos dos municípios litorâneos e pessoas da comunidade civil foram agraciados com a medalha Mérito Batalhão do Litoral para marcar a comemoração dos 41 anos de criação da unidade na terça-feira, 5. A Comandante-Geral da PM, coronel Audilene Rosa de Paula Dias Rocha, e o secretário Chefe da Casa Militar, coronel Maurício Tortato, presidiram a cerimônia.

A coronel Audilene destaca que a dedicação dos policiais militares e sua atuação ao longo do ano, somado ao esforço na temporada de verão devido à grande concentração de pessoas, eleva a importância estratégica no cenário de segurança pública. 

“Esse batalhão era uma das companhias mais antigas da Corporação e que foi elevada a batalhão graças ao bom trabalho. É composto por policiais militares que trabalham 365 dias do ano e no período de verão têm uma sobrecarga de atuação muito grande, então temos que olhar com carinho e reconhecer o trabalho que tem sido feito”, disse.
Em consideração ao esforço dos policiais militares que atuam ou já atuaram pela unidade, e de pessoas que auxiliaram no fortalecimento do 9.º Batalhão, foi entregue a medalha Mérito Batalhão do Litoral. Ao todo, 12 civis foram condecorados e 35 militares estaduais, da ativa e da reserva remunerada. 

“Tudo aquilo que o ser humano faz é necessário que se reconheça, então uma forma de reconhecimento é a concessão de medalhas por eles terem se destacado em algum momento da sua profissão em relação ao batalhão, por isso é importante marcar a vida desses militares estaduais”, complementou a coronel Audilene.

Uma das agraciadas foi a Juíza de Direito da 59.ª Seção Judiciária, Bianca Bacci Bisetto. “Agradeço imensamente a medalha mérito do Batalhão do Litoral honra recebida, pois agora de perto conhecedora do trabalho dos senhores sei quão valora é a Polícia Militar”, disse durante seu discurso.

Ela também enalteceu a atuação do batalhão que, além de exercer papel em segurança pública, muitas vezes é o amparo da comunidade em outras questões sociais. “Cada policial que aqui atua dá o melhor de si e busca seu melhor desempenho, mesmo que as condições de trabalho. Muitas vezes o policial militar atua como orientador, um guia pela busca da ordem social. Eles são a verdadeira imagem da Polícia Militar, pois não se curvam diante das dificuldades”, complementou.
O Comandante do 9.º Batalhão, tenente-coronel Rui Noé Barroso, ao fazer seu discurso, também elevou a importância do efetivo da unidade aos que atuam sem temor diante das mazelas da criminalidade e da ganância que ameaçam a comunidade. Também mencionou a essência de se ter uma reflexão sobre o apoio divino nas missões desempenhadas.

“A gratidão a Deus, Vigilante Supremo, a quem devemos nossa proteção, nossas forças e a bênção de podermos voltar para casa ao seio das nossas famílias. Após o cumprimento de cada jornada, de cada missão, demonstramos nosso reconhecimento e gratidão a todos esses homens e mulheres que no decorrer da história, assim como hoje, envergaram e envergam essa farda”, disse.

 

O presidente da Guarda Mirim de Pontal do Paraná, Wagner Perim, entregou uma placa de homenagem ao tenente-coronel Barroso pela parceria que tem auxiliado crianças e adolescentes a regatarem valores sociais e de cidadania. “Nosso sincero agradecimento ao comando geral da Polícia Militar do Paraná, ao comando, subcomando, oficiais e praças do 9.º Batalhão, que sempre nos apoiam, nos recebem e conosco participam da formação de crianças adolescentes e jovens”, disse.

O sargento da reserva remunerada Luiz Antônio Ramos, que participou da criação do projeto Guarda Mirim, também foi condecorado pela sua atuação social. “Me sinto dignificado com o que eu recebi e do reconhecimento pelos trabalhos já oferecidos à Polícia Militar. Lembro que quando foi criado o projeto, em 1992, foi justamente para atender à demanda de crianças que necessitavam de um projeto social, então tivemos o apoio do batalhão para criar esse projeto”, explicou.

 

HISTÓRIA 

Em 1977 o 9.º Batalhão de Polícia Militar foi criado por meio do decreto n.º 3.239. Antes disso, a atuação da Polícia Militar era focada em Paranaguá devido à atividade do porto pela concentração de pessoas e veículos. Atualmente a unidade é composta por três companhias estabelecidas em Paranaguá (1.ª), Matinhos (2.ª) e Pontal do Paraná (3.ª) e atende sete municípios. 

 

PRESENÇAS 

Estiveram na solenidade o secretário Chefe da Casa Militar, coronel Maurício Tortato, o secretário da Administração Penitenciária, coronel Elio de Oliveira Manoel, o Chefe do Estado Maior da PM, coronel Antônio Zanatta Neto, o comandante do 6.º Comando Regional de Polícia Militar (6.º CRPM), coronel Chehade Elias Geha, o Comandante do 1.º Comando Regional de Polícia Militar (1.º CRPM), coronel Péricles de Matos, o Comandante do Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (BPRv), tenente-coronel Erich Wagner Osternak e o Comandante do 8.º Grupamento de Bombeiros (8.º GB), major Gerson Gross.
Também compareceram o Comandante da Capitania dos Portos de Paranaguá, capitão de mar e guerra Germano Teixeira da Silva, o Comandante da 1.ª Companhia do Batalhão de Polícia Ambiental Força Verde (BPAmb-FV), capitão Durval Tavares Junior, o Comandante da 1.ª Companhia do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC), tenente José Eduardo Morais de Souza e a Delegada da Polícia Civil de Matinhos, Samia Cristina Coser, além de demais convidados e representantes do Executivo, do Legislativo e do Judiciário.

Por Marcia Santos
Jornalista PMPR
*Colaboração: 
Jasson Wolff – 
Auxiliar de Comunicação

Continuar lendo
Publicidade

Em alta