Connect with us

Obituário

Músico parnanguara Waltel Branco morre aos 89 anos

Família anunciou a morte nesta quinta-feira, 13, e disse que foi em decorrência de diabetes.

Publicado

em

Waltel Branco nasceu em Paranaguá em 22 de novembro de 1929. O primeiro contato com a música foi na igreja e seus estudos musicais se aprofundaram no seminário. Aos 20 anos ele se mudou para Curitiba, com o irmão, mesmo ano que foi para o Rio de Janeiro e, em seguida, para Cuba, para aperfeiçoar seus conhecimentos musicais.

Maestro Waltel Branco promoveu o nome de Paranaguá por onde passava.  É um dos precursores do jazz fusion. Nos Estados Unidos integrou o trio de jazz com Nat King Cole, produziu discos para Fred Cole (irmão de Nat) e Natalie Cole (filha). Participou da equipe do maestro Henry Mancini. Foi  fundamental na formatação da Bossa Nova. Gravou discos com Baden Powell e João Gilberto, sendo o arranjo da canção “Chega de Saudade”, uma parceria entre eles. Foi autor da trilha sonora do filme Pantera Cor de Rosa e de vinhetas como a do Jornal Nacional e das novelas Escrava Isaura e Irmãos Coragem, da Rede Globo. Em toda a carreira compôs cerca de 5.000 músicas e arranjos. 

Fez arranjos para João Gilberto, Dorival Caymmi, Alceu Valçença, Ney Matogrosso e Tim Maia. Tocou com Tom Jobim, Roberto Carlos, Dorival Caymmi, Nana Caymmi, Cazuza, Tim Maia, Djavan, Cartola, Gal Costa, Maria Creuza, Vanuza, dentre outros. Na Argentina fez parceria também com os renomados cantores Mercedes Sosa e Astor Piazzola. A cultura mundial está de luto. 

 Waltel, no violão: entre os artistas com quem trabalhou, Nat King Cole e Ravi Shankar.

Arquivo pessoal

Continuar lendo