conecte-se conosco

Maçonaria

COMO  NASCEU  A  MAÇONARIA

Como Nasceu a Maçonaria? Pois bem, muitos estudos mostram que a Sublime Ordem Maçônica iniciou na época Medieval.

Publicado

em

 

 

Muito se fala nesse assunto, muitas falácias também estão ao redor desta polêmica pergunta: Como Nasceu a Maçonaria? Pois bem, muitos estudos mostram que a Sublime Ordem Maçônica iniciou na época Medieval.

Uma data histórica separa dois períodos da Instituição: 24 de junho de 1717. Até esta data, podemos classificá-la como Maçonaria Operativa. A partir disso, Maçonaria Aristocrática, cujo limite se estende ao ano de 1789. Deste ano em diante, até os nossos dias, surge o período Democrático. Então iniciou a Maçonaria Operativa  quando as Lojas, as organizações dos pedreiros (freemasons) usavam pergaminhos legais, conhecidos como “Old Charges”- “Antigos Deveres”, baseando neles seus Regulamentos Gerais. São documentos que provam a existência de uma Maçonaria organizada, antes da fundação da Grande Loja da Inglaterra, em 1717.

Então foram determinadas algumas regras para que alguém possa entrar na Maçonaria e pertencer à Ordem sendo:

1) Acreditar em um Deus único, esta religião consiste em ser HOMENS BONS E SINCEROS, homens honrados e probos, quaisquer que sejam as denominações ou crenças que os possam distinguir; motivo pelo qual a Maçonaria há de se tornar o Centro da UNIÃO e o meio de conciliar por uma amizade sincera, pessoas que teriam, perpetuamente, permanecido separadas.

2) Respeitar as regras de uma nação, um maçom é sempre um súdito pacífico, respeitador do poder civil, em qualquer lugar que resida ou trabalhe.

3) Pertencer a uma Loja, uma Loja é um lugar onde maçons se reúnem e trabalham: daí, por que esta assembleia ou grupo, devidamente constituída é chamada Loja. Cada irmão deve pertencer a uma Loja e não somente submeter-se ao seu regulamento particular, mas ainda aos regulamentos gerais.

4) Concerne à Conduta, cada maçom trabalhará honestamente nos dias úteis, a fim de poder viver honradamente nos dias festivos; o tempo prescrito em cada país ou confirmado pelo uso será respeitado.

5-) Deve-se respeitar os Landmarks, etimologicamente, Landmark significa: limites fronteiriços que delimitam um território. John W. Simons define: “São considerados Landmarks as regras de conduta que existem desde tempos imemoriais – seja sob a forma de lei escrita ou não escrita, que são coessenciais à Sociedade (maçônica), que, na opinião da grande maioria, são imutáveis, e que todo o maçom é obrigado a manter intactas, em virtude dos mais solenes e invioláveis compromissos”.

Em artigo publicado em 1858, o respeitável historiador americano Albert Galatin Mackey tentou pela primeira vez classificar os famosos Landmarks da Maçonaria.

Com o título “As Fundações das Leis Maçônicas”, o artigo encontra-se registrado na página 230, volume II, da Revisão Trimestral americana, edição de outubro de 1858. Posteriormente, o famoso autor, incluiria o texto integral, em seu livro sobre Jurisprudência Maçônica.

Finalmente, para ser um maçom, o nome deverá ser aprovado em Assembleia e ser submetido a investigações para comprovar sua conduta na sociedade como um todo.

 

Yassin Taha

Dep.Federal do GOB

 

 

 

 

 

 

Continuar lendo
Publicidade

Em alta