Connect with us

Infraestrutura

Comunidades vão participar de projetos dos novos trapiches

A partir desta semana serão feitos os primeiros levantamentos e inspeções nas comunidades do litoral paranaense que receberão trapiches para embarque e desembarque de passageiros e pescadores

Publicado

em

Serão iniciados nesta semana os primeiros levantamentos e inspeções nas comunidades do litoral paranaense que receberão trapiches para embarque e desembarque de passageiros e pescadores. Ao todo, serão 14 estruturas pagas pela Administração dos Portos do Paraná: nove serão reformadas e cinco novos trapiches construídos.

A ordem de serviço que formaliza o início do prazo para a execução dos projetos foi assinada na sexta-feira, 1.º. O prazo máximo para a execução do serviço é de 270 dias a partir desta data. Antes de serem finalizados, os projetos deverão ser aprovados com cada comunidade. Depois, terá início a fase de licitação das obras e a execução das reformas e construções necessárias.

O diretor dos Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, disse que esta é uma necessidade urgente dos moradores, que têm na atividade pesqueira e no turismo as principais fontes de renda. Ele acrescenta que este processo vinha sendo tratado desde o ano passado, mas não foi concluído. “Já no início deste ano, fizemos reuniões com a empresa vencedora da licitação e agora, com a assinatura da ordem de serviço, pedimos urgência para resolver a questão”, destaca.

URGÊNCIA

A equipe da empresa vencedora do consórcio vai a campo a partir de quinta-feira, 7, para fazer os primeiros levantamentos batimétricos e topográficos e a sondagem geotécnica. “Primeiro, faremos os projetos básicos de cada trapiche, aprovaremos com a administração e com as comunidades. Na sequência, finalizaremos os projetos executivos, de forma mais detalhada, para a execução das obras”, disse a engenheira do consórcio Exe Engenharia/Belov, Taís Gobor.

TRAPICHES

Serão reformados os trapiches nas comunidades de Amparo, Europinha, Eufrasina, Ilha do Mel (Brasília e Encantadas), Ilha do Teixeira, Piaçaguera, Rocio e Vila Maciel. Novas estruturas serão construídas na Ilha dos Valadares (um no mar de fora e outro próximo à passarela), em Pontal do Sul (Vila dos Pescadores) e em Antonina (na Ponta da Pita e no Portinho).

As obras nas comunidades do entorno dos Portos do Paraná são parte do compromisso assumido pela APPA como uma das condicionantes do Ibama para a emissão da Licença de Instalação da dragagem de aprofundamento executada em 2017.

“O porto fará os projetos e executará as obras e, depois de tudo concluído, a gestão e manutenção dos equipamentos ficarão a cargo dos municípios. A intenção é atender às comunidades da melhor forma possível, com ações que realmente tragam benefícios para o dia a dia”, disse o diretor de Meio Ambiente da APPA, João Paulo Ribeiro Santana.

QUALIDADE

Durante reunião com o consórcio responsável pelos projetos, nesta semana, foi exigido o uso de melhores materiais para durabilidade e resistência das estruturas, além de luminárias de led com baterias recarregadas por painéis fotovoltaicos; rampas com corrimãos para acessibilidade; que os trapiches de concreto sejam conectados a píeres flutuantes interligados por uma rampa articulada, que se movimente de acordo com o movimento do mar; lixeiras para separação correta de resíduos; bancos de espera; proteção lateral para segurança; e cobertura.

“A prioridade é que os Portos do Paraná sejam agentes transformadores da realidade do litoral. Por isso, dentro do que a lei nos permite, queremos atender a população da melhor forma possível”, disse Santana.

Segundo o descritivo da contratação, os projetos básico e executivo dos trapiches devem contemplar também Projeto Estrutural de Fundação e Estrutura – Recuperação, Reforço e Ampliação dos Trapiches existentes; Projeto Estrutural de Fundação e Estrutura – Novos Trapiches; Projeto Elétrico de Iluminação; Projeto de Drenagem; Dispositivos de segurança e de sinalização, de acordo com a revisão mais recente das Normas da Autoridade Marítima para Auxílios à Navegação (Normam 17); Dispositivos de acessibilidade (flutuantes); Dispositivos para auxílio à atividade pesqueira, como estruturas para amarração de embarcações (cabeços).

 

Da Assessoria da APPA

Fotos: Claudio Neves/APPA

 

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.