conecte-se conosco

Fábio Campana

Sem esperanças

A diretora executiva do Ibope Inteligência, Marcia Cavallari, ficou recentemente sensibilizada ao acompanhar os depoimentos de entrevistados em uma pesquisa.

Publicado

em

Sem esperanças

A diretora executiva do Ibope Inteligência, Marcia Cavallari, ficou recentemente sensibilizada ao acompanhar os depoimentos de entrevistados em uma pesquisa qualitativa promovida por seu instituto. Reunidos em volta de uma mesa e convidados a falar sobre suas expectativas em relação ao futuro, grupos de eleitores de perfis diversos só manifestaram desesperança e angústia. “Foi uma tristeza”, disse ela.

Segundo Marcia, os levantamentos do Ibope mostram um eleitorado “sem perspectiva de melhora”. Existe uma abertura para candidatos que representem o “novo”, mas, ao mesmo tempo, um temor de uma pessoa sem muita bagagem política possa piorar a situação do País. Portanto, não esperem mudanças radicais. Nem há como esperá-las, com os candidatos que temos.

Delação catastrófica

Agora, a grande preocupação dos políticos nativos de corte governista, de empresários de oportunidades palacianas e até de conselheiros do Tribunal de Contas é com a delação de Nelson Leal Junior, ex-diretor do DER – Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná, que estaria falando tudo que sabe desde a época da Prefeitura de Curitiba e a licitação da coleta do lixo, que continua com CAVO, ao sistema de cobrança de pedágio nas estradas paranaenses.

Patrulhas rurais

O capítulo atual de suas revelações estaria focado nas patrulhas rurais, do programa Patrulhas do Campo, que mobilizou empreiteiras e “empreendedores” contratados pelo governo. Estes alugaram máquinas para a manutenção de estradas rurais no interior do Paraná.

Lula lidera

Pesquisa realizada pelo instituto MDA para a Confederação Nacional dos Transportes (CNT) mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que é mantido como preso político desde o dia 7 de abril em Curitiba, segue liderando a preferência da maioria dos eleitores brasileiros.

Estimulada

Na modalidade estimulada, Lula 32,4%, Jair Bolsonaro 16,7%, Marina Silva 7,6%, Ciro Gomes 5,4%, Geraldo Alckmin 4,0%, Álvaro Dias 2,5%, Fernando Collor 0,9%, Michel Temer 0,9%, Guilherme Boulos 0,5%, Manuela D´Ávila 0,5%, João Amoêdo 0,4%, Flávio Rocha 0,4%, Henrique Meirelles 0,3%, Rodrigo Maia 0,2%, Paulo Rabello de Castro 0,1%, Branco/Nulo 18,0%, Indecisos 8,7%.

Não é bicho-papão

O fenômeno não é novo. Chegam as eleições e o povão elege políticos que pareciam destinados ao lixo da história por denúncias de corrupção. Olhem o Lula, preso por improbidade, lavagem de dinheiro, receber propinas. Lidera as pesquisas.

 

 

Continuar lendo
Publicidade










Em alta

plugins premium WordPress