Logotipo

Novo reitor realiza balanço dos primeiros meses no Santuário do Rocio

07 de abril de 2019

"Eu admiro esta devoção, a força do povo parnanguara, tudo isso me dá segurança para cuidar de um lugar tão especial", afirma o reitor do Santuário do Rocio, padre Dirson Gonçalves

Compartilhe

Padre Dirson Gonçalves assumiu a reitoria em fevereiro deste ano e destaca identificação da população com Nossa Senhora do Rocio

Reitor do Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio desde o início de fevereiro deste ano, padre Dirson Gonçalves está há cerca de dois meses na gestão do espaço religioso. Natural de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, onde exerceu até o início deste ano a função de reitor do Santuário Estadual de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, ele saiu da sua terra natal com a missão atual de comandar o Santuário da Padroeira do Paraná e expandir a fé à Mãe do Rocio a todo o estado. Com 15 anos de atividade sacerdotal, padre Dirson faz um balanço dos seus primeiros meses em Paranaguá e destaca a receptividade que teve no município e a identificação do povo parnanguara com o Santuário. Confira a entrevista:

Folha do Litoral News: Como está sendo o desafio de ser o reitor do Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio?

Padre Dirson: É uma experiência totalmente nova, pois trabalhei em dois santuários, um em Curitiba e um em Campo Grande, que são centros maiores e com devoção estabelecida. É a primeira vez que venho a Paranaguá trabalhar com Nossa Senhora do Rocio. Me sinto muito bem acolhido pelo povo de Paranaguá e pela cidade, isto é muito bom, pois a gente se sente bem, aqui já me sinto em casa. É um grande desafio cuidar deste Santuário, expandir a devoção para todo o Estado, acolher as romarias, é um trabalho árduo e eu estou bastante contente.

Folha do Litoral News: Qual a importância do Santuário do Rocio para o turismo religioso em Paranaguá e no litoral?

Padre Dirson: O Santuário do Rocio é um ponto de destaque de Paranaguá. Se você olhar Nossa Senhora Aparecida, recentemente se celebrou 300 anos em que se encontrou a imagem, a imagem de Nossa Senhora do Rocio tem quase 400 anos, é muito mais antiga. Definimos o lema do Santuário como "Rocio, o local sagrado dos paranaenses", pois ela é padroeira de todo o Estado. Temos que despertar em todos os paranaenses que aqui é um lugar sagrado de todos eles, com isso queremos atrair as romarias. Aí entra o turismo religioso, pois se a pessoa vem aqui ela visita as outras igrejas históricas, bem como o turismo não-religioso como praias, Ilha do Mel, Centro Histórico, Ilhas, enfim, está tudo englobado. Quem ganha com isso também é o comércio, enfim, todo mundo ganha com este movimento.

Folha do Litoral News - Como está sendo realizado o diálogo com o Poder Público para a reestruturação do bairro do Rocio?

Padre Dirson - Estou contente no que estou vendo na parte política. A nossa ideia como religião, como Santuário, é estabelecer pontes, pois ninguém cresce isolado. Vejo uma preocupação da Prefeitura de Paranaguá em cuidar da cidade, como na reforma da Escola Costa e Silva, bem como do Governo do Estado na avenida Ayrton Senna, no viaduto da entrada, em melhorias no Rocio. Esta preocupação com nosso bairro irá nos ajudar, estamos esperançosos. Além disso, nesta semana, em solenidade com o prefeito Marcelo Roque, ele assinou documentos autorizando as obras no Mega Rocio, algo que está parado há mais de dez anos, bem como focou as obras de revitalização da Praça da Fé. Olhamos isso com esperança.

Folha do Litoral News - Como o senhor observa a devoção do parnanguara à Nossa Senhora do Rocio e qual a expectativa para a sua primeira Festa da Mãe do Rocio como reitor?

Padre Dirson - Quando falam da festa me dá até um frio na barriga, fico ansioso. Já vim quando era seminarista à festa há muito tempo, assisti à festa de longe, mas ano passado, quando já sabia que viria para cá, acompanhei o evento pela imprensa, inclusive pelas matérias da Folha do Litoral News. A procissão e a festa são coisas impressionantes, é incrível, é uma das maiores procissões do Brasil, somente atrás do Círio de Nazaré e de Aparecida. É um carinho muito grande do povo com Nossa Senhora do Rocio. Pelo que eu sei, me falaram que a novena às 6h é lotada. Eu admiro esta devoção, a força do povo parnanguara, tudo isso me dá segurança para cuidar de um lugar tão especial.

Folha do Litoral News - Como foi a receptividade da sua nova coluna na Folha do Litoral News?

Padre Dirson - Gosto de escrever e assumi esta missão. Estou na minha segunda coluna e a repercussão é interessante, as pessoas nos repassam a aprovação, algo que vai além porque não fica só no impresso, vai para a internet também. Espero colaborar com os leitores e ser parceiro da Folha do Litoral News com estes artigos que trazem mensagens para o ser humano independente de religião, fazendo com que ele seja uma pessoa melhor, ajude na alma, no espírito, no coração. A minha intenção na coluna Voz do Rocio é transmitir uma mensagem para todos os leitores.

Folha do Litoral News - Deixo espaço aberto para uma mensagem aos fiéis de Paranaguá e do litoral do Paraná:

Padre Dirson - Estou muito feliz aqui em Paranaguá, estou aqui para cuidar de um lugar muito especial, não só para os católicos, mas também para toda a população parnanguara e paranaense. É uma Igreja que, mesmo que você não creia em Deus ou em Nossa Senhora, só de olhar para este templo você percebe o quão lindo ele é, é um ponto turístico que fará 100 anos de história. Estou aqui para cuidar deste patrimônio que pertence à cidade. Agradeço a acolhida e convido todos a virem ao Santuário que está aberto o dia todo, que venham às missas se puderem e desejarem temos vários horários de celebração. Desejo que agora, com a Páscoa que se aproxima, que possamos ser felizes com a presença de Deus no coração, na alma, que sejamos realizados, com sonhos e que sigamos em frente.

Colunistas