Logotipo

Comandante do BPMOA destaca preparativos para a Operação Verão 2019-2020

03 de novembro de 2019

"Estamos preparando toda a nossa estrutura para que a partir de 20 de dezembro a gente venha e possa dar todo o suporte à população paranaense e aos turistas que visitarem o nosso litoral. O nosso lema é esse: voar para salvar", afirma o tenente-coronel Pucci

Compartilhe

Tenente-coronel Júlio Cesar Pucci dos Santos assumiu comando neste mês e ressaltou importância da atuação do batalhão no Paraná

Na terça-feira, 29, o comandante do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA), tenente-coronel Júlio Cesar Pucci dos Santos, visitou o litoral e a sede da Folha do Litoral News, com foco nos preparativos para a atuação na Operação Verão 2019-2020, e como forma de estreitar a relação com a imprensa, cumprindo o papel social do BPMOA e da Polícia Militar do Paraná (PMPR) de informar e estar próximo à comunidade paranaense e litorânea. O tenente-coronel Pucci está há 29 anos na PMPR e desde 2010, ano em que se fundou o BPMOA, ele faz parte da unidade, tendo como última função a de Comandante da Base Aérea dos Campos Gerais, com sede em Ponta Grossa.

O novo comandante assumiu o posto no dia 17 de outubro de 2019. Junto à equipe de reportagem, ele destacou a importância do BPMOA na segurança pública, saúde e apoio à Defesa Civil em todo o Paraná e no litoral, ressaltando a rapidez e excelência no atendimento via aeronave, um dos principais focos da Operação Verão, com base que passará a ser mais centralizada na região e com atuação estratégica. Confira a entrevista:

Folha do Litoral News: Gostaria que o senhor falasse a respeito deste novo desafio na carreira ao assumir o comando do BPMOA e sobre a atuação na Operação Verão 2019-2020:

Pucci: Assumimos o comando do BPMOA há cerca de 10 dias. Teremos um grande desafio que é a Operação Verão que inicia no dia 20 de dezembro e será encerrada no início de março. A ideia desta visita é fazermos o primeiro contato com as autoridades políticas, demonstrar a nossa operação e verificar os locais onde iremos operar e ficar aqui no litoral durante a Operação Verão.

Folha do Litoral News: Qual a importância da estrutura e da atuação do BPMOA no litoral do Paraná?

Pucci: Em Paranaguá e no litoral excepcionalmente fazemos parte da rede estadual Paraná de emergência e urgência. Em todos os casos da 1.ª Regional de Saúde que tem necessidade da presença do helicóptero sempre estamos presentes. Paranaguá, Guaratuba e Matinhos são destinos rotineiros do BPMOA, seja em casos clínicos, acidentes, traumas, buscas aquáticas com solicitação do Corpo de Bombeiros, em 25 minutos estamos aqui.

Folha do Litoral News: O BPMOA atua fortemente para apoio às ações policiais no Paraná. Como isso funciona?

Pucci: O trabalho operacional policial com as equipes de terra nas operações, ou mesmo, como ocorreu no litoral em assaltos a bancos com explosões, como recentemente aconteceu em Morretes, em torno de cidades pequenas que são os alvos desses marginais, o apoio aéreo tanto para identificar quanto para dar segurança aos policiais, é algo essencial.

Folha do Litoral News: Qual a importância da parceria entre BPMOA e imprensa para divulgar as ações do batalhão à população?

Pucci: Intensificamos essa relação. Criamos um grupo de WhatsApp que estará presente no litoral também, informando os nossos acionamentos com imagens em tempo real para a imprensa, para que os veículos possam divulgar o serviço e, ao mesmo tempo, nos repassar informações que não tenhamos nos locais.

Folha do Litoral News: Qual a estrutura do BPMOA no Paraná?

Pucci: Nós temos seis aeronaves, quatro helicópteros e dois aviões, estamos presentes em Curitiba e Londrina, com base em Ponta Grossa e uma base sazonal em época de Operação Verão no litoral. A ideia é expandir este serviço, hoje nós atuamos do nascer ao pôr do sol, por questões de limitação de aeronave e legislação. Queremos ampliar este serviço para 24 horas. Temos um projeto para isso, estamos com o governador Ratinho Júnior que está sensível ao nosso trabalho, bem como as secretarias estaduais de Saúde e Segurança. Entendemos que a tragédia não tem hora para acontecer, o acidente, o infarto, enfim, nada disso tem hora para acontecer. O tempo de resposta do Estado para o atendimento dessa vítima é essencial, porque precisamos ter uma cadeia virtuosa em que se você atende mais rápido você vai ter menos sequelas, menos tempo de UTI, de internamento e de fisioterapia. Você vai se tornar mais produtivo rapidamente. Esse custo que deixa de ser gasto pelo Estado é vantajoso e é uma ferramenta que potencializa os nossos serviços.

"Teremos um grande desafio que é a Operação Verão que inicia no dia 20 de dezembro e será encerrada no início de março", afirma o comandante do BPMOA, tenente-coronel Pucci (Foto: AEN/BPMOA/Arquivo)

Folha do Litoral News: Qual o objetivo da vinda ao litoral nesta semana como forma de preparo para a Operação Verão 2019-2020?

Pucci: Fizemos uma visita na terça-feira, 31, ao Porto de Paranaguá e na sede da Portos do Paraná, sendo recebidos pelo diretor jurídico, Marcus Freitas, pelo diretor de Operações, Luiz Teixeira da Silva Júnior, e pelo diretor-presidente, Luiz Fernando Garcia da Silva, e, focando uma questão de parceria em que o local pode ser usado como ponto de pouso de helicóptero, que pode se tornar uma área homologada noturna que a gente possa operar, enfim, há uma vontade muito grande do Porto em ajudar essas ferramentas do Estado com recursos que venham a trazer benefícios para o litoral paranaense.

Folha do Litoral News: Qual a novidade em torno da mudança de base do BPMOA no litoral na Operação Verão?

Pucci: Estamos prontos para a Operação Verão. Vamos mudar nossa base para Matinhos, estamos vendo um lugar provável no balneário Praia Grande atrás de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que será inaugurada. É fantástica a área, para nós é interessante, pois estrategicamente estaremos mais no meio do litoral e poderemos atender os extremos com maior rapidez. Estamos preparando toda a nossa estrutura para que a partir de 20 de dezembro a gente venha e possa dar todo o suporte à população paranaense e aos turistas que visitarem o nosso litoral.

Folha do Litoral News: Deixe uma mensagem para a população paranaense e do litoral em torno da atuação do BPMOA.

Pucci: O serviço independe de questão social, 80 a 90% dos nossos atendimentos são para quem mais precisa de Estado. Agora, com a chegada da temporada de verão, nós sabemos que com a vinda de grande número de pessoas e veículos, em que a infraestrutura viária para circulação fica deficitária, o helicóptero é uma ferramenta que potencializa a vida. O nosso lema é esse: voar para salvar.