conecte-se conosco

Educação

Calendário Escolar 2020: alunos da Rede Municipal serão avaliados por trimestre

Mudança passou por consulta nas escolas e foi aprovada na Câmara de Vereadores de Paranaguá

Publicado

em

A Secretaria Municipal de Educação e Ensino Integral de Paranaguá anunciou uma mudança para o próximo ano letivo. O projeto de lei que altera a avaliação dos alunos nas escolas municipais para o modo trimestral foi aprovado na Câmara de Vereadores no dia 17 de dezembro, a última sessão do ano.

Os estudantes matriculados até então eram avaliados por bimestre, ou seja, quatro vezes ao ano. As aulas na Rede Municipal de Ensino retornam no dia 5 de fevereiro de 2020, em Paranaguá.

O vereador Thiago Kutz avaliou como a medida pode contribuir com a educação municipal e que se trata de uma tendência nacional. “A proposta nasceu do Conselho Municipal de Educação (COMED), foi feita também uma consulta com as escolas e a maioria decidiu pelas mudanças. O Estado e o País também estão tomando essa iniciativa que é mudar do sistema de bimestre para trimestral, portanto teremos três trimestres no ano letivo. Estudiosos da educação avaliam que a mudança é positiva, que traz melhores resultados e a Câmara referenda sempre toda e qualquer iniciativa voltada à educação municipal desde que haja um compromisso e responsabilidade com o foco de melhorar a educação”, disse Kutz.

O vereador João Mendes incluiu ainda uma emenda que garante que os alunos tenham ao menos três avaliações ao longo dos trimestres para garantir que as crianças absorvam os ensinamentos e o professor possa avaliar esse índice de conhecimento.

A secretária de Educação, Vandecy Dutra, afirmou que a mudança foi realizada de maneira democrática entre as escolas.

“Ficamos satisfeitos pela escolha da rede municipal, pois acreditamos que com essa proposta as crianças terão mais tempo para aprender”, declarou Vandecy.

Segundo ela, os professores também devem ser beneficiados com a avaliação trimestral. “O currículo municipal será adaptado para que os professores realizem seu planejamento de maneira mais segura, garantindo os direitos de aprendizagem de todas as nossas crianças”, salientou Vandecy.

Continuar lendo
Publicidade