Logotipo

Educação com Ciência

Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Paraná e Pedagogia pelo Instituto Superior do Litoral do Paraná. Experiência no exercício da docência da Educação Básica, em funções de Coordenação e Direção escolar. Especialista em Alfabetização, Neuropsicopedagogia e mestre pela Universidade Federal do Paraná. No doutorado atua em pesquisas voltadas à Neurociência da aprendizagem, na linha de Cognição, Aprendizagem e Desenvolvimento Humano...

É preciso dormir para aprender!

26 de fevereiro de 2019

Muitas descobertas aconteceram durante os sonhos, a exemplo Mendeleiev, químico estudioso criador da Tabela Periódica, que após exaustivo trabalho adormeceu e criou através do sonho a conclusão do trabalho que tanto esperava. Soluções como esta, são possíveis, pois é durante o sono que novas ideias são formuladas.

O sono não é apenas um período de repouso, mas sim uma ação necessária ao equilíbrio da saúde e da vida. Alguns estudos sugerem que a privação do sono afeta negativamente o sistema imunológico podendo acarretar problemas de obesidade, diabetes e depressão. Enquanto que, a qualidade do sono contribui para o repouso psicológico e o bem-estar emocional. O sono é um período de fortalecimento das aprendizagens, onde as informações obtidas durante todo o dia são consolidadas na memória ou excluídas, conforme sua relevância.

O aumento da melatonina (hormônio do sono) é influenciado pela baixa da luz solar, onde o estado de vigília é minimizado e o anoitecer torna-se um período de gradativa sonolência. Enquanto há luz o cérebro entende que há necessidade de estar em alerta, portanto, é preciso cuidado com o uso de celulares e tablets antes do deitar.

A qualidade noturna está relacionada aos hábitos de higiene do sono: habituar-se a ir para a cama na mesma hora todas as noites, levantar no mesmo horário todas as manhãs, certificar-se do silêncio para um ambiente relaxante e não utilizar eletrônicos 30 minutos a 2 horas antes de dormir. Uma noite mal dormida causa irritabilidade, ansiedade e dificuldade de concentração. Apenas uma noite de privação de sono é capaz de reduzir drasticamente a secreção de hormônios GH (hormônio do crescimento).

A quantidade de sono de que uma pessoa necessita depende de vários fatores, incluindo a idade. Grande parte da população sente-se descansada tendo oito horas de sono. Há quem alcance o mesmo efeito antes disso, mas é uma minoria. Por isso, todos devemos conhecer e valorizar a necessidade de um sono satisfatório para o próprio desenvolvimento.

Fotos

Compartilhe