Connect with us

Portos do Paraná

Abastecimento de navios aumenta nos portos do Paraná

Foram 302.363 toneladas de bunker, como é tecnicamente chamado o combustível (Foto: Claudio Neves/Portos do Paraná)

Publicado

em

Abastecimento

De janeiro a setembro, 558 embarcações “encheram os tanques” 

O abastecimento de navios nos portos do Paraná aumentou em volume e número de procedimentos. Neste ano, de janeiro a setembro, 558 embarcações “encheram os tanques” em águas paranaenses – 13% a mais que no mesmo período em 2019. Foram 302.363 toneladas de bunker, como é tecnicamente chamado o combustível utilizado nos navios, o que significa uma quantidade 17,24% maior que as 257.896 toneladas registradas no ano passado.

“Esse volume de abastecimento é considerado uma exportação. Isso entra nas estatísticas do Porto, é um produto que o Brasil está vendendo para o exterior, já que abastece navios de outros países. É receita no sentido global. Tanto na exportação quanto por movimentar uma série de mão de obra no porto, na empresa que presta o serviço. É toda uma logística montada para abastecer os navios”, explica o diretor de Operações da Portos do Paraná, Luiz Teixeira da Silva Júnior.

Apoio Marítimo 

O coordenador de Tráfego Marítimo da Portos do Paraná, Mauricio Roberto da Silva, destaca que, além da estrutura aquaviária, sinalização náutica e estrutura de acostagem, para que as operações portuárias aconteçam, as prestadoras dos serviços conhecidos como apoio portuário são fundamentais para que o porto funcione de forma plena.

“Os serviços considerados como apoio marítimo são os trabalhos dos rebocadores, lanchas de apoio, o serviço de amarração, bem como o abastecimento de água, combustíveis e todas as empresas de fornecimento de bordo de qualquer natureza”, explica Silva.

De acordo com o portuário, nos Portos do Paraná esses serviços são reconhecidos pela qualidade. “A qualidade dos serviços de apoio em terra e mar são de excelência aqui no porto. As empresas passam por cadastramento prévio e todas devem apresentar certificações e treinamentos nas áreas específicas”, completa.

Abastecimento

Nos portos do Paraná, a Petrobras é única fornecedora de combustível para o abastecimento de navios. A empresa que presta esse serviço para a estatal brasileira é a Navemestra, do Grupo Bravante.

O serviço é executado por duas barcaças com capacidade para carregar até 1.450 toneladas de combustível. O abastecimento de navios pode acontecer com as embarcações atracadas no cais ou fundeadas (na área de fundeio específica) e, em alguns casos, os navios vão a Paranaguá apenas para abastecer (only bunker). A operação é segura, realizada com barreiras de contenção para evitar que qualquer produto caia no mar.

“Por conta da quantidade de áreas de fundeio no Porto de Paranaguá, é possível que no tempo de espera os navios já façam toda a parte de abastecimento”, afirma Silva. Em média, a empresa faz de 50 a 90 abastecimentos de navios por mês, que ocorrem dentro de uma área limite, de mar mais calmo, com menos trânsito de embarcações. Na Baía de Paranaguá o limite fica próximo à Ilha das Cobras.

Fonte: AENPR