conecte-se conosco

Polícia

Golpes do delivery; Polícia Civil prende dois integrantes de organização criminosa que atuava no Paraná

Ao fazer o pagamento de uma entrega de comida, solicitada por aplicativo, o golpista registrava na máquina de cartão um valor bem superior ao da compra

Publicado

em

Dois homens foram presos por policiais civis na manhã de quarta-feira, 16, durante uma operação que tinha como objetivo combater uma organização criminosa responsável por aplicar golpes do delivery em Curitiba.

Os mandados de prisão expedidos pela Justiça foram cumpridos de forma simultânea na capital do estado de São Paulo e em Diadema, no interior. Um terceiro indivíduo foi preso em flagrante por uso de documento falso.

Cerca de 70 policiais civis participaram da ação que cumpriu outros 16 mandados de busca e apreensão e sete de bloqueios de conta. A ação contou com o apoio do Departamento Estadual de Investigações Criminais e do Garra da Polícia Civil do Estado de São Paulo.

Nas diligências foram apreendidas máquinas de cartão utilizadas pelos indivíduos para aplicar os golpes.

Durante as investigações, dez famílias foram vítimas dos criminosos e procuraram a PCPR. Conforme apurado, os indivíduos cometiam o crime no Paraná e em São Paulo.

No decorrer das diligências a PCPR ainda constatou que os criminosos faziam paralelamente um comércio ilegal de compra e aluguel de perfis de motoristas dos aplicativos.

CRIME

O golpe é aplicado por criminosos que se passam por entregadores de aplicativos de delivery de comida. Ao fazer o pagamento pela maquineta de cartão, o golpista registra o débito de um valor muito superior ao da compra.

Fotos: PCPR