conecte-se conosco

Polícia

Foragidos da Justiça são capturados em ação conjunta deflagrada em Paranaguá

Rafael de Souza Nunes, vulgo “Gordo”, foi preso por policiais civis e equipes da Polícia Militar, na Vila São Jorge

Publicado

em

Uma ação conjunta, que envolveu equipes da Polícia Civil de Paranaguá e do setor de inteligência da Polícia Militar, resultou na tarde desta quinta-feira, 24, na prisão de dois foragidos da Justiça.

VILA SÃO JORGE

A primeira prisão aconteceu na Rua Tapyr Lopes, na Vila São Jorge. Rafael de Souza Nunes, de 32 anos, vulgo “Gordo”, estava sendo investigado pela Polícia Civil, acusado de participação em homicídios registrados na região. Contra ele, havia um mandado de prisão em aberto.
O documento foi expedido pela Vara de Execução em Meio Aberto de Paranaguá, pelo crime de homicídio. Rafael também é acusado de associação criminosa.

VALADARES

O segundo foragido capturado pelas forças policiais foi Guilherme dos Santos Mendonça, de 22 anos. O rapaz estava sendo investigado pela morte de Jeovane do Rosário Matias, de 20 anos, executado com vários disparos de arma de arma de fogo, na madrugada do dia 28 de fevereiro, na Ilha dos Valadares, em Paranaguá.

O mandado de prisão expedido pela 2.ª Vara Criminal de Paranaguá foi cumprindo na Rua Lino Garça, no bairro Vila Nova. Guilherme estava em casa quando foi preso.

A segunda prisão aconteceu na Ilha dos Valadares, Guilherme dos Santos Mendonça, estava em casa, quando foi abordado pelos policiais – Foto Ilustrativa

AGONIZANDO

De acordo com a investigação policial, Jeovane do Rosário Matias estava trafegando de bicicleta pela Rua 158, atrás de uma igreja, no bairro Vila Nova, nas proximidades do Campo do Carlão, quando foi assassinado.

Testemunhas relataram que após abordar a vítima, o assassino disparou quatro vezes e fugiu.

Gravemente ferido, Jeovane agonizava no chão, quando o autor dos disparos voltou e atirou mais uma vez em sua direção. O tiro atingiu a cabeça do rapaz, que morreu no local.

Jeovane não tinha antecedentes criminais.

Jeovane do Rosário Matias foi surpreendido pelo assassino atrás de uma igreja, perto do Campo do Carlão, no bairro Vila Nova, na Ilha dos Valadares – Foto Ilustrativa

CADEIA PÚBLICA

Os dois foragidos presos foram encaminhados para a Cadeia Pública de Paranaguá, onde estão a disposição da Justiça.