conecte-se conosco

Polícia

Foragido da Justiça é assassinado com vários tiros na Vila Rute

Foragido da Justiça, Gabriel Gonçalves Ramos, foi assassinado com vários tiros em um beco, na região da Vila Rute

Publicado

em

Gabriel Gonçalves Ramos, de 28 anos, foi assassinado com vários disparos de arma, na tarde deste domingo, 29, por volta das 13h50, em um beco, no final da Rua Comandante Dídio Costa, na região da Vila Rute.

FORAGIDO

De acordo com testemunhas, dois homens que estavam em um Fiat Punto, cor branca, abordaram Gabriel na frente de uma casa. O trio teria discutido e neste momento vários disparos foram efetuados.

Alvejado, Gabriel tentou fugir correndo por um matagal, onde caiu morto. Um cachorro que estava no beco onde a situação aconteceu foi atingido por um tiro na cabeça e morreu.

Dois homens que estavam em um Fiat Punto, cor branca, teria abordado Gabriel na frente de uma casa e atirado

Socorristas do SAMU – Serviço de Atendimento Médico de Urgência, da Patrulha Costeira e da RPA – Rádio Patrulha Auto estiveram no local e constataram a situação.

A área onde o crime aconteceu foi isolada e periciada pela Criminalística.

Durante o registro da ocorrência, os policiais constataram que contra Gabriel haviam dois mandados de prisão em aberto por roubo agravado.

O corpo foi encaminhado para o IML – Instituto Médico Legal de Paranaguá, onde vai passar por exames complementares.

26.º HOMICÍDIO

Paranaguá registra agora 26 homicídios em 2022. No litoral são 46 casos.

A investigação para tentar identificar os autores do crime e sua motivação foi aberta pela Polícia Civil.

MANDADOS

Em março, Gabriel Gonçalves Ramos foi preso em uma abordagem de rotina realizada por equipes da RPA – Rádio Patrulha Auto, no bairro Alvorada.

Ao registrar a ocorrência, os policiais constataram que contra ele haviam dois mandados de prisão em aberto.

Gabriel teria participado de um confronto armado que envolveu equipes da ROTAM – Rondas Ostensivas Tático Móvel, dentro de um imóvel na Rua Tupiniquim, na Vila Portuária, quando um policial foi baleado e um criminoso morreu.

Na oportunidade, ele e outros indivíduos conseguiram fugir.

Em março, Gabriel teria participado de um confronto armado que envolveu equipes da ROTAM na Vila Portuária, quando um policial foi baleado e um criminoso morreu