Connect with us

Polícia

Caseiro suspeito de matar empresário em Matinhos é preso pela PCPR

Publicado

em

Foi preso na tarde de quarta-feira, 16, Thiago Leal Barros, de 34 anos, principal suspeito da morte do empresário curitibano, Maruan Uthman Majid, de 52 anos, assassinado com três tiros no peito, dentro de uma casa na Avenida Atlântica, no balneário de Perequê, em Matinhos, no começo da noite de domingo, 13, por volta das 19h. A namorada da vítima, uma mulher, de 44 anos, também foi atingida por um disparo.

Thiago trabalhava como caseiro para o empresário e foi apontado pela vítima, que sobreviveu, como o principal suspeito do crime.

Antes de ser assassinado, Maruan Uthman Majid teria gritado o nome de Tiago, fato presenciado pela namorada do empresário, baleada no rosto.

O casal tinha acabado de chegar de viagem e descarregava algumas sacolas, na cozinha da casa, quando foram surpreendidos pelo assassino.

A mulher foi a primeira a ser atingida. Baleada, ela caiu no chão e escutou outros três disparos. Logo em seguida, Maruan caiu morto ao seu lado.

O suspeito fugiu.

Maruan Uthman Majid foi assassinado com três tiros no peito, na casa da família, no balneário de Perequê, em Matinhos. A namorada do empresário foi atingida por um tiro no rosto e sobreviveu

PRESO

No dia do crime, o caseiro foi preso pela Polícia Militar ao chegar na residência onde mora.

O homem contou uma versão diferente da informada pela sua esposa. Ela disse que o marido tinha saído para comprar fraldas.

Ao ser abordado, o caseiro relatou que estava na casa de um amigo e que teria pedido dinheiro para comprar cigarros.

Diante da situação, ele foi encaminhado para o plantão da Polícia Civil, onde prestou depoimento e foi liberado.

MANDADO DE PRISÃO

Na manhã de terça-feira, 15, a Justiça de Matinhos expediu um mandado de prisão preventiva contra o caseiro, que não foi encontrado pelas equipes policiais.

Acompanhado por um advogado, Thiago e a esposa se apresentaram na Delegacia Cidadã de Matinhos, no começo da tarde de quarta-feira, 16.

O casal prestou depoimento e Thiago foi comunicado oficialmente da prisão, por conta do documento expedido pela Justiça local. Ele ficou recolhido no setor de carceragem da unidade policial.

A Delegada de Polícia Civil Sâmia Coser e os investigadores que trabalham no caso ouviram por quase 8 horas, a namorada do empresário assassinado, que foi baleada no rosto, e várias testemunhas. Diligências e materiais coletados na casa onde o crime aconteceu, resultaram na prisão do principal suspeito do crime

INVESTIGAÇÃO

Logo que a ocorrência foi registrada, equipes da Polícia Civil de Matinhos começaram um intenso trabalho de investigação, comandado pela Delegada Sâmia Coser.

Além do depoimento da namorada do empresário, que sobreviveu ao atentado a tiros, os investigadores ouviram várias testemunhas e amigos de Maruan Uthman Majid.

Diligências e coleta de material, que vai servir como prova no inquérito policial, resultaram na expedição do mandado de prisão do caseiro.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.