conecte-se conosco

Polícia

Adolescente alega ter sido vítima de vulnerável enquanto aguardava o ônibus em Paranaguá

A vítima estava aguardando o transporte coletivo para retornar para sua casa

Publicado

em

Foto ilustrativa

Na tarde de segunda-feira, 13, equipes da Polícia Militar foram acionadas para atender uma ocorrência onde uma adolescente de 13 ano, que alega ter sido vítima de estupro de vulnerável na cidade de Paranaguá. 

Segundo informações da mãe da jovem, era por volta das 14 horas, quando sua filha chegou em sua casa completamente nervosa e chorando. Ao ser questionada, a adolescente informou que havia sido vítima de estupro no bairro Porto Seguro. 

Ela informou que saiu da escola onde estuda com sua amiga, no qual não estava se sentindo bem, e pediu a sua companhia. Após a melhora da amiga, elas foram até um ponto de ônibus, para que a jovem retornasse à sua casa. 

Porém, durante o aguardo do transporte coletivo, a adolescente percebeu que um automóvel de cor prata, não identificado o modelo, ficou rodando pelo local onde ela estava. Em determinado momento, o motorista parou o carro e lhe perguntou as horas. Após a informação da jovem, o suspeito a puxou para dentro do carro, e a levou para um local ermo, onde teria cometido o ato sexual. 

Segundo a vítima, o autor teria cerca de 1,80m, cabelos grisalhos, aproximadamente 50 anos e uma tatuagem na panturrilha, e vestia camisa vermelha e calça jeans. 

Após o crime ela foi abandonada no mesmo bairro, e foi levada pelo seu irmão para casa. Na sequência, uma equipe médica do SAMU foi acionada onde a encaminhou para o Hospital Regional do Litoral, já que a jovem reclamava de muitas dores na parte da genitália. 

INVESTIGAÇÃO

Após receber as informações iniciais sobre o caso, o departamento do NUCRIA (Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crime) da cidade de Paranaguá, iniciou os trabalhos de investigação.

“Após tomar conhecimento da situação, o delegado de polícia, juntamente com sua equipe, deslocou-se até o HRL e colheu as primeiras informações, dando início a investigação para melhor apuração e esclarecimento dos fatos”, disse o delegado Emmanuel Brandão.

Em alta

plugins premium WordPress