conecte-se conosco

Litoral

Início das obras da Ponte de Guaratuba já traz reflexos positivos imobiliários e na economia local, afirma prefeito

Roberto Justus reforça importância do Plano de Mobilidade Urbana

Publicado

em

O prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, concedeu entrevista à Folha do Litoral News onde trouxe suas primeiras impressões sobre o início das obras da Ponte de Guaratuba, algo que ocorreu em 27 de outubro. Segundo o gestor, efeitos positivos no mercado imobiliário, na qualificação de mão-de-obra e na prestação de serviços por fornecedores do município e do litoral para a empresa responsável, já estão ocorrendo neste primeiro momento, onde o canteiro de obras está em processo de instalação no município. O prefeito ressaltou também a importância da formulação do Plano de Mobilidade Urbana para contribuição na viabilização da construção da ponte. 

“A Ponte de Guaratuba durante muitas décadas deixou de ser construída por conta de informações falsas ou informações distorcidas ligadas à mobilidade urbana falando que iria encher de caminhão, que iria estragar o centro. Foi somente quando nós construímos um Plano de Mobilidade Urbana, estudamos o trânsito e a mobilidade da cidade, do litoral, de forma técnica, que esta cortina caiu e entendemos que a Ponte é, acima de tudo, importante para dar eficiência à prestação de serviços públicos, aí eu estou falando de educação, segurança, saúde, limpeza pública, manutenção das vias, entre outros”, explica.

Segundo o prefeito, a benfeitoria será uma grande indutora de geração de emprego e renda para Guaratuba e o litoral. “Esse Plano relevou também que Guaratuba não está em uma rota logística de caminhões pesados ou algo que, com sua construção, se mudaria algum tipo de rota logística no litoral. Então, olha a importância que teve o Plano de Mobilidade Urbana”, salienta.

“Agora já começamos a sentir, mesmo no começo da obra, os efeitos que ela irá trazer para toda a nossa região. Hoje você vê uma demanda enorme por aluguel de imóveis, qualificação da nossa mão-de-obra, prioridade nos serviços prestados pelo município, com fornecedores de alimentação e mão-de-obra guaratubanos e, se não for possível, do litoral do Paraná, sendo priorizado pela empresa. Tudo isso já gera um impacto direto, mas especialmente um entusiasmo, uma esperança muito grande de que este futuro chegou e que o desenvolvimento da nossa região é uma realidade”, finaliza Justus.

Sobre a obra 

Ponte de Guaratuba conta com investimento total na benfeitoria de R$ 386,9 milhões, com prazo de 24 meses para a execução (Arte: DER/PR)

Lançada em 27 de outubro com a presença do governador Carlos Massa Ratinho Júnior, o início da construção da Ponte de Guaratuba conta com investimento total na benfeitoria de R$ 386,9 milhões, com prazo de 24 meses para a execução. “A estrutura terá 1.244 metros de extensão, com quatro faixas de tráfego, duas faixas de segurança, barreiras rígidas em concreto, calçadas com ciclovia e guarda-corpo nas extremidades. Também serão feitas intervenções nas vias de acesso à ponte, com alargamento da PR-412 em ambos os lados, muros de contenção para proporcionar o desnível necessário com o pavimento, um retorno sob a ponte para ligação das vias locais e conexão da Estrada do Cabaraquara com Matinhos”, explica o Governo do Estado. 

“Na margem sul, será construída uma rótula alongada para ligação do bairro Caieiras, correção de nível da pista de rolamento e adequação de curva, além de implantação de uma alça de acesso à rua Nossa Senhora de Lourdes”, detalha a assessoria do Estado. 

Canteiro de obras

Canteiro de obras já está sendo montado ao lado da entrada do Ferry-boat em Guaratuba, contando com guindaste de 270 toneladas (Foto: Leonardo Sguarezi/Secom)

O início da obra já é perceptível para quem passa pela entrada do ferry-boat em Guaratuba, onde está sendo construído o canteiro para executar a benfeitoria. “Um guindaste de 270 toneladas já está no canteiro de obras, o qual será montado para lançamento das peças de concreto da ponte, como vigas, peças de colunas, lajes, entre outras. Outros maquinários também já estão a caminho de Guaratuba para serem utilizados na construção”, informa.

De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), autarquia da Secretaria de Infraestrutura e Logística (SEIL), está em andamento desde 28 de outubro a instalação do canteiro industrial e do canteiro administrativo, ao lado do ferry boat, na margem de Guaratuba. “Eles contemplam várias etapas ambientais e de engenharia, que acontecem de forma simultânea, como a supressão vegetal e o manejo de fauna, tarefas que abrem os terrenos para construção dos canteiros”, detalha.

“Também estão em andamento a instalação dos tapumes; a execução dos novos acessos aos portos 1 e 2; e a execução das sondagens mistas e a trado. De acordo com o assessor do diretor-presidente do DER/PR, Alexandre Castro Fernandes, engenheiro fiscal da obra, os trabalhos estão correndo dentro do prazo para que seja cumprido o cronograma estipulado até a entrega da ponte”, finaliza o DER/PR.

Com informações da AEN

plugins premium WordPress