conecte-se conosco

Esportes

Atletas do projeto “Amor Solidário” de Paranaguá são destaque no Imortal FC Open de Jiu-Jitsu

Cinco alunos de 10 a 12 anos conquistaram medalhas de ouro e prata na competição em São José dos Pinhais

Publicado

em

No último sábado, 21, cinco atletas com idade de 10 a 12 anos do projeto “Amor Solidário”, iniciativa social e esportiva realizada na Vila São Jorge, em Paranaguá, conquistaram medalhas de ouro e prata no no Imortal FC Open de Jiu-Jitsu, em São José dos Pinhais. Os treinos e iniciativa são feitos em parceria com a academia Ocimar Costa Jiu-Jitsu, MMA e Grappling (OCSJJ). Os alunos Nicolly Emanuelly Vieira (10 anos), Danielly Maria Ribas Ferreira (12 anos), Mykael Carvalho Siqueira (12 anos), Kaio Arthur da Conceicão Gaiewski (10 anos) e Brenda Eschiley de Oliveira Batista (10 anos) foram destaque no evento esportivo com suas conquistas e atuação.

O coordenador de Artes Marciais do projeto “Amor Solidário”, o gerente operacional Márcio Mesquita, destacou o empenho e comprometimento dos atletas, bem como a superação. “Por ser um projeto social nós não tínhamos kimonos e eles nunca haviam treinado de kimono antes. No dia do campeonato os amigos da OCSJJ emprestaram alguns e deu tudo certo, mas mesmo assim lutaram muito, muito mesmo e mesmo sem a experiência conseguiram vencer a maioria das suas lutas e todos medalharam”, explica.

O mestre Ocimar Costa, com amplo destaque e história no Jiu-Jitsu mundial, está na linha de frente no esporte no projeto, coordenando e dando aulas, junto com outros atletas faixas pretas como Márcio Mesquita (“Márcio Gigante”), Lauriane Mendes, Rubens Leguizamon e Edson Fernandes, entre outros. “Tirando a própria OCSJJ nenhuma outra academia no litoral possui esse nível técnico que o projeto Amor Solidário e a OCSJJ possuem. Nosso forte é formar homens e mulheres de bem, mas nessa caminhada com certeza vamos formar também muitos campeões”, ressalta Mesquita.

Projeto é realizado em parceria com a OCSJJ (Foto: Divulgação/Projeto Amor Solidário)

Foco social e como colaborar sendo voluntário

De acordo com ele, o projeto já existia antes da atuação na esfera esportiva, com suporte às famílias e crianças da Vila São Jorge e outros bairros de Paranaguá. “Foi então que eu falei com o mestre Ocimar Costa e decidimos colocar o Jiu-Jitsu no projeto, tirando as crianças e jovens das ruas e mostrando a educação, disciplina e respeito que vem das artes marciais”, explica.

Segundo o coordenador, atualmente o projeto precisa do apoio na atuação voluntária. “Precisamos que as pessoas vão até nosso projeto, conheçam nossas crianças, amigos e parceiros. A ideia é levar essa iniciativa para outros bairros da cidade com isso ajudar com que nossos jovens e crianças tenham bons exemplos, foi por isso que eu e minha esposa Angelica Mesquita, presidente do Amor Solidário, fizemos o projeto para ajudar crianças, jovens e suas famílias”, explica. 

“Hoje cada família que tem seu filho no projeto nós ajudamos com uma cesta básica, bem como temos auxílio de médicos quando precisamos, assim como de advogados, fisioterapeuta, dentista e agora até uma ótica que vai cuidar de nossas crianças”, finaliza Márcio Mesquita.

As formas de contato do projeto “Amor Solidário” são pelas redes sociais no Instagram @marciogiganteocsjj e @projetoamorsolidario2021 . 

Continuar lendo
Publicidade










Em alta

plugins premium WordPress