Connect with us

Editorial

Vacinação contra gripe segue no Paraná

Com início no dia 23 de março, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe foi antecipada em virtude do aumento considerável dos casos do novo Coronavírus registrados no País.

Publicado

em

Com início no dia 23 de março, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe foi antecipada em virtude do aumento considerável dos casos do novo Coronavírus registrados no País. A população, em especial os idosos, atenderam ao chamado do Ministério da Saúde e, logo na primeira semana, as doses se esgotaram em algumas cidades no litoral do Paraná, como Paranaguá e Guaratuba, locais em que os índices de vacinação foram bastante representativos.

Embora não torne a pessoa imune à Covid-19, a vacina contra a Influenza é um importante instrumento nesse período para as autoridades de saúde. Ela é capaz de reduzir o número de internamentos nos hospitais e auxilia no diagnóstico de Coronavírus, já que tosse e febre, por exemplo, são sinais presentes em ambas as enfermidades. Além do que, os casos de Influenza também já fizeram muitas vítimas no Paraná.

Além da maior preocupação dos moradores na região em aderir à Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, vale ressaltar a ação que a empresa Portos do Paraná realizou, disponibilizando as doses aos seus trabalhadores e também aos caminhoneiros que passaram pela cidade.

Sem dúvida, essa campanha foi uma das mais expressivas dos últimos anos. Algo extremamente válido, principalmente em razão de algumas doenças que já haviam sido declaradas erradicadas e que voltaram a atingir a população, como o sarampo, que também pode ser prevenido por vacina. Espera-se que essa adesão continue nas próximas campanhas e que o interesse também se expanda para a imunização de outras doenças. Afinal de contas, nesse momento de pandemia, é inegável a importância de estudos para chegar a imunizações tão importantes como essas que já existem.

Continuar lendo