Connect with us

Editorial

Prioridade aos autistas no Paraná

O documento é um passo importante e simbólico para a comunidade autista

Publicado

em

A carteira do autista começou a ser disponibilizada no Paraná no começo do mês e já teve mais de 500 solicitações. O documento é tido como uma conquista para pais que têm filhos diagnosticados com o Transtorno de Espectro Autista, já que rotineiramente enfrentam dificuldades pela falta de conhecimento da sociedade.

Com a carteira, poderão ter vários benefícios, evitando situações desconfortáveis. Como, por exemplo, prioridade de atendimento em serviços públicos e privados. Em filas de bancos ou no atendimento prioritário em supermercados, por exemplo, muitas vezes, não há maneiras de comprovar o autismo somente olhando para as crianças e os pais tinham que lidar com as caras desconfiadas dos demais sob o pensamento de estarem “furando fila”. Essa é apenas uma das dificuldades entre muitas que passam no dia a dia, sem dizer sobre os obstáculos que encontram para conseguir atendimento especializado e adequado às necessidades das crianças.

Portanto, o documento é um passo importante e simbólico para a comunidade autista. Paranaguá possui uma lei municipal que garante o direito aos autistas de utilizarem a fila preferencial e a disponibilização do documento vem a somar de forma positiva a este direito. No ano passado, o CMAE (Centro Municipal de Avaliação Especializada), no município, já começou a fornecer a carteirinha, o que mostra que Paranaguá está um passo à frente no olhar diferenciado sobre este público.

Em alguns Estados, o processo para emissão do documento ainda está atrasado. O que se espera é que a carteirinha seja, o quanto antes, fornecida a todos para que esses direitos possam ser ampliados no futuro.