conecte-se conosco

Editorial

Porto em Ação e a saúde dos homens

Tendo em vista que a maior parte dos caminhoneiros são homens, levar atendimentos até eles pode contribuir para quebrar a cultura de que eles cuidam menos da sua saúde

Publicado

em

editorial

Para quem passa muito tempo nas estradas, como os caminhoneiros, cuidar da saúde nem sempre é prioridade. A rotina corrida para realizar o transporte de cargas faz com que, muitas vezes, alguns sintomas que podem indicar um problema de saúde, passem despercebidos.

O Porto em Ação, uma iniciativa realizada pela empresa pública Portos do Paraná no Pátio de Triagem, tem incentivado o autocuidado entre esses motoristas. No espaço, enquanto aguardam o chamado para descarregar, podem aferir a pressão arterial, realizar teste de glicemia, cortar o cabelo, tomar vacina e receber informações das forças de segurança. Tudo no mesmo local, preenchendo um tempo em que ficariam ociosos no Pátio. 

Na quinta-feira, 10, aconteceu a primeira edição do ano e, a cada vez, mais trabalhadores veem na ação uma oportunidade para cuidarem da sua saúde. Eles já estão habituados com o local e se sentem à vontade com os serviços. Por meio da iniciativa, é possível identificar precocemente as doenças e aumentar as chances de um tratamento eficaz. Muitos, por exemplo, descobrem ali que estão com a pressão alta e que precisam procurar ajuda especializada.

Dados do Programa Nacional de Saúde (PNS) de 2019 mostram que 76,2% da população brasileira foi ao médico, sendo que a proporção maior de pacientes foi de mulheres. Entre elas, 82,3% marcaram uma consulta, enquanto somente 69,4% fizeram o mesmo.

Tendo em vista que a maior parte dos caminhoneiros são homens, levar atendimentos até eles pode contribuir para quebrar a cultura de que eles cuidam menos da sua saúde. Por isso, tais ações podem surtir efeito agora e a longo prazo entre essa classe trabalhadora que precisa estar bem para enfrentar a rotina pesada das estradas.