conecte-se conosco

Editorial

Maio amarelo e a prevenção de acidentes no trânsito

A Organização Mundial da Saúde (OMS), estima que cerca de 1,25 milhão de pessoas morrem no mundo, por ano, em acidentes de trânsito

Publicado

em

editorial

O Brasil registrou, no ano passado, mais de 11 mil mortes no trânsito, o equivalente a 32 pessoas que perderam a vida nos acidentes por dia. Os índices são alarmantes não só no País, como também em todo o mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS), estima que cerca de 1,25 milhão de pessoas morrem no mundo, por ano, em acidentes de trânsito e, desse total, metade das vítimas são pedestres, ciclistas e motociclistas.

A segurança no trânsito é um tema tão importante de ser debatido que hoje é um dos objetivos da Agenda para o Desenvolvimento Sustentável 2030, que pretende prevenir ao menos 50% das mortes e lesões no trânsito até 2030. Segundo a Secretaria Nacional de Trânsito, entre 2011 e 2021, o Brasil reduziu em 30% o número de mortes causadas por esses acidentes.

Uma das formas encontradas para reduzir esses índices, evitar sofrimento pelas famílias e não sobrecarregar o sistema de saúde, é a realização de campanhas de conscientização, como o Maio Amarelo. O mês é dedicado a ações, pelas prefeituras e Departamentos de Trânsito, que visam educar a população para mais segurança e evitar que tais acidentes graves ocorram com tanta frequência.

Muitas das ações, inclusive, são mobilizadas dentro das escolas, a fim de conscientizar desde cedo crianças para que possam ser multiplicadoras dentro de seu círculo familiar. Os estudantes costumam se envolver nessas atividades e compreender a importância da prevenção de acidentes.

No Paraná, a programação neste ano da campanha Maio Amarelo, realizada pelo Detran, também inclui ações no litoral, em Antonina e Paranaguá. O que se espera é que essas campanhas atuem na mudança de cultura da sociedade para alcançar um objetivo: salvar vidas.