conecte-se conosco

Editorial

Ampliação de testes em Guaratuba e Matinhos visam enfrentamento estratégico da Covid-19

Os dois municípios decidiram seguir uma linha que deve ser obrigatória para enfrentamento digno e sensato de crises sanitárias: o caminho da ciência. Com a testagem intensificada, medidas sanitárias e avanço da vacinação, as duas cidades, que concentram grande parte da população da região e dos turistas que chegam ao litoral, caminham para futuramente superar a Covid-19

Publicado

em

Durante a última semana, os municípios de Guaratuba e Matinhos anunciaram avanços científicos importantes no diagnóstico do cenário pandêmico e, consequentemente, na definição de estratégias de enfrentamento à Covid-19. As duas cidades adotarão medidas para aumentar de forma considerável a testagem da população com relação ao quadro de Coronavírus. Com o cenário de pessoas infectadas, é possível controlar a contaminação do vírus junto à população, algo que também será reforçado com o avanço da vacinação contra a Covid-19 nos dois municípios. 

A testagem em massa, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é uma das formas mais eficazes de controlar a curva pandêmica no mundo inteiro. Isso porque, com a massificação da testagem, há a possibilidade de achatar a curva de disseminação do vírus, identificando infectados e os isolando. Para isso, será necessário, além dos testes, um monitoramento por equipes técnicas. A realização de testes de forma intensa junto à população, junto com medidas de distanciamento social, uso de máscara e adesão maciça à vacinação, são caminhos essenciais para que a pandemia seja superada.

Em ambos os municípios, os avanços serão obtidos por meio de projetos científicos. Guaratuba realizará aumento de testagens com exame PCR em iniciativa junto ao Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e 1.ª Regional de Saúde (1.ª RS) da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Todos que tiverem contato com positivados serão testados e monitorados. Matinhos intensificará a testagem através de uma parceria com a Universidade Federal do Paraná – Setor Litoral (UFPR Litoral), que usará exames próprios, criados pela produção científica da universidade, para diagnosticarem o cenário pandêmico da cidade. 

Os dois municípios decidiram seguir uma linha que deve ser obrigatória para enfrentamento digno e sensato de crises sanitárias: o caminho da ciência. Com a testagem intensificada, medidas sanitárias e avanço da vacinação, as duas cidades, que concentram grande parte da população da região e dos turistas que chegam ao litoral, caminham para futuramente superar a Covid-19. Além da garantia e defesa da vida humana, algo que está acima de tudo, o triunfo futuro diante do vírus será também importante para a economia local, com a retomada tão necessária da atividade turística, ocasionando geração de emprego e renda para a população litorânea.

Em alta