conecte-se conosco

Editorial

“Abril Azul” e a importância da inclusão

O evento reforça o trabalho realizado em Paranaguá nos últimos anos com a inauguração de espaços específicos para atender crianças autistas matriculadas na rede municipal de ensino

Publicado

em

No próximo mês, inicia a campanha “Abril Azul”, de conscientização sobre o autismo. O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é uma condição de saúde caracterizada pela dificuldade de comunicação social, seja na socialização como na comunicação verbal e não verbal, além de interesse restrito e movimentos repetitivos, entre outros. O diagnóstico depende do esforço de vários profissionais, trabalho que é realizado em Paranaguá pelo Centro de Autismo e Centro Municipal de Avaliação Especializado (CMAE).

O município se antecipou nas comemorações e na campanha de conscientização com ações iniciadas na segunda-feira, 28. No dia 2 de abril, data em que se comemora o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, haverá uma carreata com saída do Aeroparque e término na Praça 29 de Julho, com a soltura de balões azuis simbolizando cada criança autista.

As ações tornam-se importantes quando se analisa o histórico da criação de leis que visam a inclusão das pessoas com deficiência na sociedade. Para que isso ocorra verdadeiramente e para que sejam capazes de exercer os seus direitos conquistados de forma igualitária, é fundamental que a população conheça e, principalmente, respeite, sem julgamentos que só prejudicam a luta das famílias para alcançar esses direitos.

A mobilização organizada em Paranaguá é válida para que tais assuntos se tornem públicos, para que se conheça mais e entenda as necessidades desse público. Além disso, reforça o trabalho realizado em Paranaguá nos últimos anos com a inauguração de espaços específicos para atender crianças autistas matriculadas na rede municipal de ensino.

Que a semana do autismo e o mês de conscientização possam trazer luz ao tema e cumprir a sua função de compreensão do problema e quais caminhos seguir para que as famílias sejam acolhidas, orientadas e tenham o atendimento que precisam.