conecte-se conosco

Editorial

A força do agronegócio aliada a atuação dos portos paranaenses

Do total de embarques realizados no ano passado, 90% estavam relacionados a produtos agropecuários

Publicado

em

A notícia divulgada nessa semana sobre as exportações nos portos paranaenses comprovam a força do agronegócio. Do total de embarques realizados no ano passado, 90% estavam relacionados a produtos agropecuários. Entre uma lista de insumos, a soja e o frango assumiram a liderança. Além disso, 60% da receita gerada são de produções paranaenses.

Os números reforçam algo que o Estado já tem conhecimento: o destaque nacional neste ramo. Nos últimos anos têm se investido no campo, para aumentar a produtividade com o gerenciamento das propriedades rurais e novas formas de produção. Esses e outros fatores, como o emprego da tecnologia, foram fundamentais para os índices de exportação alcançados atualmente.

Os portos paranaenses também têm  feito a sua parte, com investimentos que tem permitido bater novos recordes ano após ano, colocando mais uma vez o Paraná em destaque no País e fora dele.

A relevância do Estado no setor colabora com o fortalecimento da economia e com o desenvolvimento de todas as regiões. Neste mês, o Governo do Paraná divulgou que possui quatro cidades entre as mais ricas do agronegócio brasileiro. A informação foi divulgada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Mesmo diante de uma pandemia, as atividades portuárias e do agronegócio não pararam nos últimos anos. O que foi primordial  para a economia estadual continuar dando passos  importantes.

Que essa vocação de produzir alimentos, já reconhecida em várias partes do País, faça com que o Estado avance ainda mais neste ano de 2022, aliada a força e competitividade que os portos do Paraná mostra a cada ano.