Connect with us

Economia

Comércio estará aberto no sábado em Paranaguá

Lojistas estão otimistas com as vendas para o Dia dos Pais

Publicado

em

As datas comemorativas são bastante aguardadas pelos comerciantes. Neste ano, em função dos impactos econômicos causados pela pandemia, os estabelecimentos comerciais não alcançaram o mesmo volume de vendas de anos anteriores. No entanto, para este Dia dos Pais, comemorado no domingo, 9, os lojistas estão otimistas, principalmente, porque a Prefeitura de Paranaguá autorizou a abertura do comércio aos sábados.

O decreto municipal n.º 2.121/2020, publicado na quinta-feira, 6, flexibilizou o horário de funcionamento do comércio essencial e não essencial no município. Aqueles estabelecimentos considerados não essenciais poderão funcionar de segunda a sábado, das 9h às 17h. Já os estabelecimentos essenciais poderão abrir aos domingos, devendo obrigatoriamente adotar todas as medidas sanitárias para evitar aglomerações.

Para o diretor da Câmara do Comércio Varejista da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Paranaguá (Aciap), Anwar Hamud Hamud, este é um bom momento para voltar a receber clientes aos sábados. “O comerciante está otimista com a data. Devido ao ano em que estamos passando, muitos apostam nas datas comemorativas para vender e tomar um fôlego. A maioria aprovou a flexibilização da abertura aos sábados”, destacou Anwar.

Mesmo esperando movimento no sábado, as lojas devem seguir algumas recomendações, como está especificado no Decreto n.º 2.112. Será preciso fornecer máscara e álcool gel 70% para os funcionários, controlar a lotação de uma pessoa a cada quatro metros quadrados, adotar o monitoramento diário de sinais e sintomas dos colaboradores/empregados, afastando-os, imediatamente, na hipótese de ser constatado qualquer sintoma da COVID-19, entre outras normativas.

Os shoppings centers também ficam autorizados a funcionar de segunda a sábado, das 12h às 20h. Porém, com algumas regras diferentes. Além de ser obrigatório o uso de máscaras nos ambientes comuns, fica permitido o acesso somente de 50% da capacidade máxima. Os clientes deverão higienizar os solados dos calçados antes de adentrarem ao shopping, devendo o estabelecimento disponibilizar tapetes higienizadores ou similares, entre outras resoluções.