Connect with us

Coronavírus

Escola Francisca se destaca no uso de ferramentas digitais

Professoras fazem reuniões periódicas para troca se experiências

Publicado

em

A Escola Municipal Francisca Pessoa Mendes, localizada no Jardim Esperança, está alcançando ótimos resultados através do sistema on-line de ensino. Desde 11 de maio, quando teve acesso à normativa 004/2020, a qual regulamenta as ações pedagógicas remotas, a equipe gestora da instituição procurou alternativas para reduzir o contato físico.

A primeira reunião pedagógica após o isolamento aconteceu via “zoom”, em que foram dadas orientações de como utilizar o “Google Drive”, que cada turma tem um, como gravar videoaulas e como organizar o horário semanal, que é padronizado para toda escola. Cada professor foi orientado a fazer um WhatsApp business,  para montar grupos com as famílias.

De acordo com a professora e educomunicadora da escola, Marcela Claudino, todos estão aprendendo juntos a utilizar diversos aplicativos para gravar vídeos e editar imagens. “Para isso, as oficinas de educomunicação foram de suma importância. Os pais agora já estão se habituando com a nova rotina”, ressalta.

Professora Marcela Claudino conta que todos estão aprendendo juntos a utilizar os aplicativos

A professora Marcela destaca, ainda, que o horário padronizado facilita a realização das atividades para quem tem mais de um filho na escola. “Eles recebem o link das atividades diárias e após a realização enviam as fotos pelo WhatsApp e estas são arquivadas em pastas”, complementa.

Superação

A pedagoga Caroline Silva enfocou o atual momento como de superação. “Nós jamais esperamos viver um momento como este, mas assim como muitas outras áreas a educação também precisou se adaptar e estamos fazendo de tudo para tornar o momento de estudar em casa agradável para todos. Não adianta ter uma tecnologia de ponta, uma plataforma de ensino a distância de última geração, se no outro lado não houver professores competentes”, finaliza.

De acordo com a diretora da escola, Jussara Ferreira das Neves, o mais importante é que tudo isso ocorre sem consumir o excesso da memória dos aparelhos e especialmente sem contato com materiais, sem precisar ir até à escola, o que são atitudes que preservam a saúde de todos. “Para as famílias que realmente não possuem acesso a meios digitais o departamento de orientação educacional está atuando como facilitador”, explica a diretora.

Pedagogas e direção do estabelecimento buscam atingir os melhores resultados