conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Pastoral da AIDS realiza ação na Praça dos Leões

No dia 1.º de dezembro foi comemorado o Dia Mundial de Luta contra a doença

Publicado

em

A Pastoral da AIDS-CNBB da Diocese de Paranaguá, em parceria com a 1.ª Regional de Saúde e apoio da Prefeitura de Paranaguá, realizaram nos dias 30 de novembro e 1.º de dezembro, uma ação de conscientização sobre a doença na Praça Eufrásio Correia, a Praça dos Leões. A atividade faz alusão ao Dia Mundial de Luta contra a Aids que, neste ano, tem como tema “Zero Discriminação, Zero Infecções, Zero Mortes”. O tema se une à estratégia global de Aids 2021-2026, que pretende reduzir as desigualdades sociais para acabar com a aids até 2030.

A coordenadora regional da Pastoral da AIDS, Sueli Ferreira dos Santos, está a frente do trabalho há 18 anos e contou quais metas já foram batidas para o controle da doença no mundo. “Em 2014, a meta era alcançar 90% das pessoas que dessem positivo no teste rápido entrassem em tratamento e tivessem carga viral indetectável. Essa era a proposta e conseguimos atingir esse objetivo e estamos a nível de mundo com muitas pessoas em tratamento. Estamos hoje com 95% das pessoas com carga viral indetectável. Isso não é mais um sonho, é realidade, agora temos que trabalhar para manter esse índice”, disse Sueli. 

Dessa forma, a chance de contaminação também diminui. “Se as pessoas estiverem com a carga viral zerada, não vão transmitir o vírus”, completou Sueli.

A atividade faz alusão ao Dia Mundial de Luta contra a Aids que, neste ano, tem como tema “Zero Discriminação, Zero Infecções, Zero Mortes

Segundo ela, a Pastoral não tem acesso ao sistema de informação dos órgãos governamentais que concentra os dados de infectados. “Mas, sabemos que com a pandemia, as pessoas deixaram de procurar pelos exames e não temos um dado real, sabemos que diminuiu o índice de infecção. Aquela questão de Paranaguá ter muita incidência, isso já diminuiu”, analisou Sueli.

Quem passou pela Praça dos Leões nesses dois dias pode conhecer mais sobre o trabalho da pastoral e tirar dúvidas sobre a doença.

“Nosso objetivo com a ação é fazer com que as pessoas entendam mais sobre a doença, porque com a informação não há infecção. Quem passou por aqui e tinha dúvidas, passamos uma referência, um contato, para que a gente consiga estabilizar esses índices”, concluiu Sueli.

Tratamento

A Secretaria Municipal de Saúde de Paranaguá conta com uma equipe preparada para acompanhar todos os casos, do exame ao tratamento. O departamento que tem atendimento no Centro de Diagnóstico João Paulo II funciona o ano inteiro.

“Como já ocorreu em outubro e novembro com as campanhas contra o câncer, chegou a hora de também nos lembrarmos da prevenção, diagnóstico precoce e tratamento contra o HIV e a Aids. Pensando nisso, todas as unidades básicas de saúde contarão durante este mês, com testes rápidos para a detecção do HIV, as pessoas ainda poderão fazer os testes para detecção de sífilis e hepatite”, detalhou a diretora de Enfermagem da Secretaria Municipal de Saúde, Miriam Simião.