Connect with us

Ciência e Saúde

Litoral do Paraná registra 153 casos de dengue

Em uma semana, região somou mais 10 casos

Publicado

em

O boletim da dengue, divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) semanalmente, apontou que o litoral do Paraná registra 153 casos de dengue desde agosto do ano passado. Deste total constatado na região, 10 casos foram confirmados somente na última semana. A maioria dos acometidos pela doença são moradores em Paranaguá (127), seguido de Pontal do Paraná (13), Matinhos (6), Guaratuba (4), Antonina (1), Guaraqueçaba (1) e Morretes (1) também houve registro.

A Secretaria Municipal de Saúde de Paranaguá afirmou que as ações de combate à dengue não pararam. As equipes estão fazendo uma ação conjunta na Ilha dos Valadares em parceria com as secretarias de Urbanismo, Meio Ambiente e Segurança, visitando as residências e identificando os focos do Aedes Aegypti. A Ilha dos Valadares é o local que concentra o maior número de notificações para a dengue. Mas, a ação também será realizada no Centro e bairros como Leblon e região.

Causa de 105 óbitos

O litoral do Paraná não registrou óbitos em decorrência da dengue no período de agosto de 2019 até 14 de abril de 2020. No entanto, no Paraná, neste período, a dengue foi a causa de 105 óbitos. Este é o maior número relacionado a dengue em toda a série histórica da Sesa, que investiga e monitora a doença desde 1991.

“Em anos anteriores, o último surto de dengue ocorreu no período epidemiológico 2015/2016 com 56 mil casos confirmados em 322 municípios e 63 óbitos. No período 2019/2020 os números de confirmados são maiores que 100 mil casos e 105 pessoas perderam a vida em decorrência da dengue”, informou a Sesa.

Faixa etária

Entre as vítimas fatais, 54 foram do sexo masculino e 51 do sexo feminino, representando 50,5% do total. Cinco jovens, entre 10 e 19 anos e outras quatro pessoas com idade entre 20 e 29 faleceram por alguma complicação da doença. Na faixa de idade entre os 30 e 59 anos há registrado 22 óbitos, sendo seis homens e 16 mulheres. Embora a incidência maior seja em pessoas acima dos 70 anos (foram 53 no total, 24 homens e 29 mulheres), há 10 mulheres e oito homens com mais de 60 anos que tiveram como causa da morte a dengue.

Doenças associadas

A Sesa aponta que 62,9% das pessoas que morreram por dengue tinham alguma comorbidade. Quinze pacientes tinham no seu histórico de saúde hipertensão arterial sistêmica, outros 32 eram hipertensos e mais uma ou duas doenças (como Diabetes Mellitus, insuficiência renal crônica, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença autoimune ou cardiopatia). Três eram cardiopatas e três tratavam hepatopatia crônica. Seis eram pacientes com insuficiência crônica, quatro com doenças autoimune, um com poliartrose, um de doença pulmonar obstrutiva crônica e um com neoplasia.

Com informações da Sesa

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.