Connect with us

Economia

Pagamento do 13.º salário gera expectativa positiva no comércio de Paranaguá

Comerciantes estão otimistas e esperam alta nas vendas em dezembro

Publicado

em

Além disso, pagamento do saque imediato do FGTS injeta dinheiro no ‘bolso’ dos consumidores no fim de ano

O pagamento do 13.º salário sempre gera uma expectativa positiva no comércio local de movimentação alta de clientes. O "décimo" é algo assegurado ao trabalhador brasileiro desde 1962 pela Lei Federal N.º 4.090 e pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que institui uma gratificação natalina aos trabalhadores, a qual consiste no pagamento de uma remuneração extra a cada fim de ano. Além de beneficiar o trabalhador, o dinheiro também beneficia o comércio e a economia, visto que ele acaba "girando" em lojas e empresas, algo que também gera emprego e renda.

Com o pagamento da primeira parcela do 13.º salário para parte dos trabalhadores, feita no dia 30 de novembro, os comerciantes estão otimistas com o aumento do movimento no início de dezembro. "Aos poucos, as coisas estão se encaixando", explica o presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio e do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de Paranaguá (Sindilojas Paranaguá), Said Khaled Omar.

"Daqui para frente o comércio vai melhorando. Com o décimo facilita a vida de muita gente. Muitos colocam as contas em dia para voltar a comprar no crédito. Melhora para todos", explica Said Omar.

Anwar Hamud, diretor da Câmara do Comércio Varejista da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Paranaguá (Aciap), vê de forma otimista o momento atual para o comércio local. "O pagamento do 13.º salário e de sua primeira parcela realmente é um estímulo a mais para o comerciante. A primeira parcela, além disso, sempre vem com a Black Friday, então, além dessas promoções, a gratificação é usada pelos consumidores para pagar dívidas e pendências", explica. "Os clientes colocam o nome em dia pensando em dezembro. O comerciante está muito otimista e confiante que esta será uma primeira injeção de movimento no Natal", detalha.

"Além da primeira parcela do 13.º salário, o governo está injetando o pagamento do FGTS no mercado, bem como em dezembro será paga a segunda parcela do décimo", explica Anwar Hamud, ressaltando que este dinheiro "no bolso" trará aos consumidores mais poder de "barganha" e de pesquisa para comprar os produtos. "Dezembro está sendo visto pelo comerciante como um mês positivo, de recuperação das vendas em 2019. As vendas foram um pouco fracas neste ano, boa parte do comerciante está aguardando o pagamento do décimo e do FGTS, com boas promoções e atendimento diferenciado", acrescenta.

Continuar lendo