Connect with us

Cultura

Festival de Jazz é realizado na Ilha do Mel até o fim do mês de agosto

Oficinas e aulas de ioga estão sendo oferecidas gratuitamente nos fins de semana (Foto: Leco de Souza e Miguel Salvatore/Jazz na Ilha)

Publicado

em

No último fim de semana, foi iniciada na Ilha do Mel, em Paranaguá, a quinta edição do Jazz na Ilha, com shows totalmente gratuitos e abertos ao público. O evento possui o objetivo de fomentar o turismo e a cultura, com programação musical, oficinas e aulas de ioga na areia da praia no período da manhã. No sábado, 4, houve shows gratuitos de Glauco Solter, Mário Conde Duo e André Collini Trio, com direito à balada à noite com entrada a R$ 10,00 no Cavalo Marinho em Encantadas. No domingo, 5, foi a vez da banda Gringo´s Washboard Band fazer um show durante a tarde no trapiche de Nova Brasília.

Segundo a assessoria, durante os fins de semana de agosto haverá uma série de eventos gratuitos na Praça Felipe Valentim e no trapiche de Nova Brasília que são locais públicos, com a única exceção das baladas de sábado à noite que custam apenas R$ 10,00 a entrada, com ingressos à venda na hora na casa Cavalo Marinho, em Encantadas. O Jazz na Ilha foi algo idealizado por um coletivo de produtores culturais de forma democrática. Há um série de shows que também são realizados de forma independente ao evento pelas pousadas da Ilha, que possuem curadoria musical e valores próprios, algo que amplia os atrativos na localidade durante agosto. 

O produtor cultural Luís Henrique Stinglin de Oliveira, idealizador e coordenador geral do Jazz na Ilha, que é também pequeno empresário do setor gastronômico e de turismo náutico, explica que a ideia de criar o evento aconteceu em 2014, com o objetivo de fomentar o turismo no pior mês da baixa temporada, que é agosto. "Hoje em dia é considerado o principal evento do ano e um dos melhores, ficando atrás do Réveillon e Carnaval apenas", complementa.

O processo para definir a programação foi delicado e com pouco tempo de pré-produção, de acordo com o coordenador-geral. "Realizamos uma campanha de financiamento coletivo dentro de uma plataforma chamada catarse, algo que não obtivemos muito sucesso, pois tivemos poucas colaborações, arrecadamos 4% do valor do projeto. Conseguimos apoio da Copel Telecom poucas semanas antes de iniciar o evento, sendo que em 15 dias tivemos que fazer um processo acelerado de curadoria musical, aplicação de logomarcas e apoiados no material gráfico", explica. "A demanda da equipe de produção foi em cima deste processo", complementa.

Quinta edição do evento busca fomentar o turismo na baixa temporada com cultura, música de qualidade e sustentabilidade (Foto: Leco de Souza e Miguel Salvatore/Jazz na Ilha)

SELO DE PRODUÇÃO

De acordo com Oliveira, a demanda de produção só foi atendida graças ao empenho de um coletivo de produtores que formam o selo de produção "Jazz na Ilha". "O selo de produção Jazz na Ilha é um coletivo de produtores, de amigos, somos em quatro pessoas, com produtores culturais, de dança, assessor de imprensa e jornalistas. Todos se envolvem sem ter muitos fins lucrativos, pois a demanda de trabalho é muito maior do que o retorno financeiro, mas no final é muito compensador. A importância é seguir a essência do evento, tentando ser o mais democrático possível, sem distinções de classe social e atendendo aos que apreciam a arte da música de uma forma geral", explica o coordenador-geral.

APOIO DE POUSADAS E RESTAURANTES 

"Graças ao apoio de pousadas e restaurantes conseguimos configurar a demanda logística dos envolvidos, desde os músicos, produção, staffs, instrutores de ioga, equipe de mutirão de limpeza e ministrantes de oficinas com cunho ambiental, direcionado às novas gerações da comunidade local", afirma Oliveira, ressaltando que o apoio de empreendedores da Ilha do Mel foi essencial para o evento continuar sendo um sucesso. "Desde a primeira edição o apoio deles sempre houve, não teríamos condições de realizar sem este apoio", comenta, ressaltando a dificuldade de obter patrocínios fechados para arcar com 100% do projeto. "Vamos nos configurando com o que temos de receita e com os valores de patrocínio, sempre com o pé no chão", completa. 

"A vocês que gostam de natureza, música, boa gastronomia e compartilhar com amigos e familiares, a equipe de produção do selo “jazznailha” deixa um convite para serem muito bem-vindos ao 5.º Ilha do Mel Jazz Festival", afirma Oliveira. "Toda a nossa programação está disponível nas redes sociais no Instagram @jazznailha e pelo Facebook no link https://www.facebook.com/jazznailha/ ", finaliza.

O Jazz na Ilha segue ocorrendo durante todos os fins de semana do mês de agosto. 

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.