Connect with us

Cultuando

O que é Gravura

A gravura é uma técnica artística, na qual é possível imprimir várias cópias de uma imagem a partir de uma matriz.

Publicado

em

Particularmente gosto muito de gravura, talvez devido a minha formação como diretor de arte, atuando durante mais de 30 anos nos mercados gráficos/publicitário, enfim, como sempre me perguntam sobre gravura, resolvi reproduzir um texto esclarecedor escrito por Margaret Imbroisi. A gravura é uma técnica artística, na qual é possível imprimir várias cópias de uma imagem a partir de uma matriz. Para se fazer uma gravura é necessário um suporte (matriz) na qual será feito o desenho. Esse suporte é entintado e a imagem é impressa no papel. A gravura é um múltiplo, isso quer dizer que podemos tirar várias cópias de um mesmo desenho.

As gravuras têm valor artístico por serem totalmente originais e realizadas artesanalmente. Foram realizadas por grandes artistas desde o final do século XV. O material da matriz é o que classifica o tipo da gravura. As gravuras são assinadas, numeradas e datadas pelo próprio artista. Em geral a numeração aparece no rodapé da gravura, da seguinte forma: 1/100, por exemplo, indicando o número do exemplar (1) e quantas cópias foram produzidas daquela imagem (100). Quanto menor for o número do exemplar, mais valorizada é a gravura, pois as primeiras a serem feitas saíram de uma matriz menos desgastada. Muitas vezes as 2 ou 3 primeiras são reservadas para o artista, recebendo a sigla P.A. (Prova do Artista).

Na atualidade em que a tecnologia é usada para tudo, a gravura resgata o bom gosto pelo trabalho artístico, feito manualmente, sem mecanização e em um processo milenar. A gravura é uma forma acessível de adquirir uma obra original de um grande artista.

Já a Xilogravura é a técnica mais antiga para produzir gravuras e seus princípios são muito simples. O artista retira de uma superfície plana de madeira (a matriz), com o auxílio de ferramentas de corte e entalhe (goivas) as partes que ele não quer que tenham cor na gravura. Após aplicar tinta na superfície, coloca um papel sobre a mesma. Ao aplicar pressão (com uma prensa) sobre essa folha a imagem é transferida para o papel. A Linoleogravura é uma técnica que assemelha-se ao entalhe da Xilogravura, no entanto, ao invés de madeira, a matriz é de material sintético – placas de borracha, chamadas “linóleo”. Esta técnica é mais recente do que a Xilogravura devido ao material de sua matriz, e foi muito utilizada pelos artistas modernos, como Picasso por exemplo.

Gravura em metal começou a ser utilizada na Europa no século XV. As matrizes podem ser feitas a partir de placas de cobre, zinco, alumínio ou latão. Estas são gravadas com incisão direta ou pelo uso de banhos de ácido. Água-forte, água-tinta, ponta seca são as técnicas mais usuais.

Continuar lendo