Connect with us

Cultuando

O que é Afresco

Afresco é o nome que se dá para a pintura mural mais antiga e resistente da história da arte

Publicado

em

Afresco é o nome que se dá para a pintura mural mais antiga e resistente da história da arte, que representa para a pintura contemporânea o mesmo que o latim para as línguas neolatinas. Trata-se de uma pintura realizada com pigmentos em pó misturados somente com água, feita sobre o intonaco, uma argamassa ainda fresca de cal queimada e areia de rio peneirada. Afrescos de todas as épocas podem ser admirados na Itália e vários deles são obras primas da arte ocidental. Esta técnica era conhecida e utilizada por gregos e romanos, sendo que velhas crônicas informam sobre decorações em afresco na Pinacoteca da Acrópole de Atenas, executadas por Polignoto de Tasso (séc. V a.C.), tendo como tema a Batalha de Maratona, e os afrescos de Lesche, do mesmo autor. São ainda conhecidos os pintores Apéles e Protógenes (séc. IV a.C.) que se utilizaram da mesma técnica.

Conceitos de estética na Arte

Voltada principalmente para a beleza e à arte, a Estética está intimamente ligada à realidade e às pretensões humanas de dominar, moldar, representar, reproduzir, completar, alterar, apropriar-se do mundo como realidade humanizada. Na contemporaneidade, a Estética nos conduz para além do império da técnica, das máquinas e da arte como produto comercial, ou do belo como conceito acessível para poucos, na busca de espaço de reflexão, pensamento, representação e contemplação do mundo. A estética começou por ser sobretudo uma TEORIA DO BELO, depois passou a ser entendida como TEORIA DO GOSTO e nos nossos dias é predominantemente identificada com a FILOSOFIA DA ARTE. Há fortes razões para considerar que estas três formas de encarar a estética não são apenas diferentes maneiras de abordar os mesmos problemas. É certo que gostamos de coisas belas que também são arte, mas não deixa de ser verdade que as coisas que consideramos belas, aquelas de que gostamos e as que são arte, formam conjuntos distintos. Afinal, até é banal gostarmos de coisas que não são belas e muito menos arte; assim como podemos nomear obras de arte de que não gostamos nem consideramos belas. Uma obra de arte não está obrigada a ser entendida e aprovada em princípio – particularmente – por qualquer que seja. A função da arte não é a de passar por portas abertas; mas a de abrir portas fechadas. Quando o artista descobre novas realidades, porém, ele não consegue apenas para si mesmo; ele realiza um trabalho que interessa a todos os que querem conhecer o mundo em que vivem, que desejam saber de onde vem e para onde vão. O artista produz para uma comunidade. Perdeu-se de vista esse fato no mundo capitalista. a arte deve procurar cumprir a tarefa de restabelecer sua unidade, através de um processo lento e doloroso, para erradicar, afinal, todos os sintomas de alienação. – MaxEurique…Continua…

Continuar lendo