conecte-se conosco

Valmir Gomes

Clássico

Convenhamos o nosso ATLETIBA foi fraco tecnicamente

Publicado

em

Convenhamos o nosso ATLETIBA foi fraco tecnicamente, é taticamente, lógico, estão inseridos neste contexto os atletas e os dois treinadores. Os atletas não estavam em uma tarde muito feliz para jogar futebol, os treinadores, insistiram na mesmice durante o jogo inteiro. Mais, muito mais o Osório do que o Guto. O time rubro-negro taticamente falando é um verdadeiro samba do “Criolo Doido” uma referência à letra do Stanislaw Ponte Preta de anos atrás. Ninguém entende, escalação e posicionamento da equipe. Já o Coritiba é mais tradicional, mesmo com algumas variações e quase sempre um 4 X 4 x 2, ou seja, mais fácil de assimilar. Seja como for as duas equipes ficaram devendo, precisam encontrar um novo rumo, antes que se inicie os campeonatos da série A e B do brasileirão.

PARANÁ DO TCHECO

O tricolor da Vila Capanema quer ressurgir das cinzas no futebol, voltar a primeira divisão do Estadual é seu primeiro passo. Para isto acaba de contratar o técnico Tcheco um velho conhecido da torcida paranista. Tcheco foi um jogador acima da média, um vitorioso na carreira. Como técnico já fez bons trabalhos por one passou, agora volta ao ninho antigo, para recuperar o Paraná Clube. Com o Tcheco chega também Zé Luíz Fonseca auxiliar técnico da sua inteira confiança e também o preparador de goleiros Cassius Hartmann, um profissional da mais alta capacidade. Como notam o Paraná Clube começa bem, com uma comissão técnica de alto nível. Boa sorte ao tricolor.

O FRANCO OSÓRIO

O técnico do Athletico deu uma entrevista singular após o clássico de domingo, foi Franco dizendo que o clássico foi fraco, muito fraco. Não é comum no Brasil os técnicos falarem o que Osório falou.

Sempre procuram dar desculpas e inventar fatos ao invés de usar a franqueza. Quando acontece de um profissional da bola falar, o que Osório falou, todos se surpreendem. O técnico apenas foi franco. O clássico tecnicamente foi fraco, se salvaram dois ou três atletas em cada time, quando muito. Taticamente então um desastre. O Coritiba um pouco melhor. Já que falo do Osório, ele tem que rever seu conceito tático, até agora está devendo taticamente. Domingo ele foi melhor quando deu entrevista, do que durante o jogo.

COPA LITORAL WSA

Após o carnaval foi reiniciada nossa Copa Litoral dos campeões, o Guaratubanos venceu Antonina por 2 X 1 em um jogo muito disputado. Enquanto o União Alexandrense empatou com a seleção de Guaratuba por 3 X 3 em uma partida cheia de emoção e muitos gols. Foi uma rodada de dois bons jogos, como sempre com cobertura da rádio Ilha do Mel Fm equipe do Valdir Brás e todos os detalhes captados pela equipe da jornalista Maisy, que faz um ótimo trabalho para as redes sociais.

MORTE NO FUTEBOL

O fim de semana foi triste para o futebol do Sul do Brasil, em Santa Catarina o conhecido e boa pessoa Marquinhos, diretor da Federação Catarinense faleceu de ataque cardíaco. Em Curitiba o diretor da SAF dos coxas Júnior Chávare, faleceu também de ataque cardíaco. Duas perdas do futebol, Marquinhos era querido por todos, Junior Chávare tinha o respeito dos profissionais do atual Coritiba. Ataque cardíaco, às vezes a carga de responsabilidade e cobranças no futebol pode acelerar o processo. Seja como for, dois profissionais da bola faleceram no fim de semana, uma triste casualidade.

RIO BRANCO

Sei das dificuldades que tem os clubes que vão disputar a segunda divisão do futebol paranaense, ainda mais que o Paraná Clube deve se reforçar para voltar a primeira divisão. Então o trabalho no Rio Branco deve ser muito bem feito, para conseguir subir a primeira divisão novamente. Imagino que o primeiro passo seja ter uma comissão técnica experiente é capaz, depois um bom elenco. Para tal é necessário um aporte financeiro. Pensando nisto tudo imagino que a atual direção do Rio Branco já esteja elaborando o seu projeto de trabalho visando a série do Paranaense.

Continuar lendo
Publicidade










Em alta

plugins premium WordPress