conecte-se conosco

Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá

Estudo de Genealogia no IHGP: acolhida de memórias e inspirações

Publicado

em

Sucessão no IHGP

Atrás de um livro não escrito nas tantas letras capitais de imigrantes que aportaram na Paranaguá das décadas finais do século XIX, quando o recomeçar a vida era sim Fazer Tudo Novo, fazer a América, lugar de protagonismos e sonhos da maioria dos emigrantes italianos expulsos pela fome e a pelagra da terra natal. Assim cheguei ao Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá – IHGP, com o objetivo de conhecer mais dos antenatos, principalmente das famílias Arboit e Collina, que adquiriram terras de cultivo em Morretes e Serra da Prata durante o período colonial.

A gente está ligado ao outro por toda uma rede de vínculos, pois nunca se está sozinho por mais que se pense estar, juntos aprendemos a tecer uma rede de referências extremamente complexas e frequentemente mais ou menos conscientes.

Iniciei o estudo de genealogia em 2009 e novas necessidades se apresentaram. O IHGP ajudou a estreitar laços e a expandir saberes.

Recentemente volto ao IHGP, em data festiva, pois remontamos ao 26 de setembro de 1931, em que se lavra em Ata o surgir dessa Instituição, quando a partir daí a história sobrevive teimosamente na cidade-mãe do Paraná, apesar dos ruídos intermitentes que pulsam abandonos, de traços que se apagam, incluem descasos estilhaçados ou carcomidos, traças a manchar, engordurar, esfarelar páginas, querelas de antanhos ou presentes em lugares-comuns.

Entretanto um silêncio nunca se parece com outro silêncio, tenso ou agudo, melancólico ou produtivo, assim como os ruídos, as tessituras ou gostosuras.

E o IHGP teima sim em saber fazer renascer a poética da vida, a amorosidade da história, o questionamento que projeta, o espírito que desembaraça e luta por reconstituir páginas, cantos, ciências, culturas e os muitos abraços que ressignificam rotinas, ciclos e caminhares.

Nessa data que por ali estive como mais uma das tantas pessoas emocionadas a parabenizar os 92 anos do IHGP e a também saborear o bolo de ameixa, em uma deliciosa receita da Família Quadros. 

O IHGP além de ajudar na reconstituição das gerações na tessitura de sua origem e sua evolução, coopera no altruísmo de saber instruir com as experiências e a corrigir com o tempo, a bela função de seus guardiões, saber acolher a todos. Sempre Gratidão!

Maria do Rocio Rodi

Pesquisadora

Sócia do IHGP

plugins premium WordPress