conecte-se conosco

Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá

A capela de Nossa Senhora das Mercês

A Ermida Capela de Nossa Senhora das Mercês, localizada na Ilha da Cotinga, na baía de Paranaguá, é a primeira igreja construída em território paranaense

Publicado

em

A Ermida Capela de Nossa Senhora das Mercês, localizada na Ilha da Cotinga, na baía de Paranaguá, é a primeira igreja construída em território paranaense. A igreja foi construída em 1677 pelos primeiros bandeirantes e colonos que se estabeleceram na baía de Paranaguá. 

A estrutura da capela de Nossa Senhora das Mercês passou por diversas transformações ao longo do tempo. Em 1699, o padre João Souza da Fonseca determinou a Antônio Morato, filho de Manoel Lemos Conde, que mudasse aquela ermida e construísse outra na vila de Paranaguá. Desse modo, a igreja foi demolida e seus materiais reaproveitados. Conforme consta na obra de Antônio Vieira dos Santos, entre 1700 e 1701, na vila de Paranaguá, Antonio Morato deu início à fundação da nova capela na rua da Gamboa, onde se encontra a atual igreja de São Benedito.

Muitos anos se passaram, e em 1955, alguns parnanguaras planejaram construir uma segunda Ermida de Nossa Senhora das Mercês, na Ilha da Cotinga. O governador Bento Munhoz da Rocha Neto concordou com a ideia, com a condição de que a imagem de Nossa Senhora das Mercês, que na época se encontrava na igreja de São Benedito, fosse levada à Ermida. Essa tarefa coube ao IHGP, que através de seus diretores conversaram com a Irmandade de São Benedito. Reconstruída a igreja, no dia 17 de março de 1955, realizou-se uma procissão acompanhada pelo Arcebispo D. Manoel da Silveira Elboux. A transladação foi feita por via marítima. Ao chegarem à Ilha da Cotinga, a procissão subiu as escadas do morro. No alto, a porta principal foi aberta, dada a bênção e entregue ao culto da população.

Por volta do ano de 1990, o Rotary Club de Paranaguá iniciou um movimento para restaurar a capela, novamente com o apoio do IHGP, para que fosse iniciada a restauração da Ermida. Ainda, no ano 2000, a construção recebeu novas reformas. Infelizmente, a falta de manutenção e vandalismo levaram a igreja a ser depredada. Atualmente, há um esforço em andamento para reverter essa situação de abandono. A história da edificação da igreja de Nossa Senhora das Mercês representa o início da colonização portuguesa na baía de Paranaguá, o início da história do que futuramente tornar-se-ia o território do atual Estado do Paraná. Além disso, visitar as ruínas da primeira ermida paranaense é caminhar num lugar envolto de histórias, de grande beleza natural, riqueza cultural e arqueológica, é revisitar o passado, compreender as raízes e conhecer mais da história de Paranaguá e do Paraná.

Documento consultado:

Acervo IHGP. Ação comunitária Rotary Club de Paranaguá-Restauração da capela de N. S. das Mercês na Ilha da Cotinga, 1990. 

Priscila Onório Figueira

Tesoureira IHGP. Biênio 2023-2024

Continuar lendo
Publicidade










Em alta

plugins premium WordPress