Connect with us

Centro de Letras

Praça Devoluta – parte 1

Em 1961, mesmo já contando com o prédio dos Correios e a Biblioteca, além de ser usada pelo governo há décadas e possuir um parque e até um zoológico, a Praça João Gualberto

Publicado

em

milho

Em 1961, mesmo já contando com o prédio dos Correios e a Biblioteca, além de ser usada pelo governo há décadas e possuir um parque e até um zoológico, a Praça João Gualberto acabou envolvida em um esquema de titulação de terras devolutas, gerando um processo que certamente daria uma excelente pesquisa. 

O resumo sobre o caso aqui apresentado foi criado a partir de apenas três notícias do jornal curitibano “Última Hora”, mas já revela o tamanho do esquema, que só veio à tona por se tratar de uma praça pública e gerar repercussão. Apesar de não termos os detalhes do desfecho, vale comentar sobre isso e quem sabe assim provocar outros pesquisadores a se debruçarem sobre o assunto.

O primeiro artigo é de abril de 1961 e informa que Hugo Vieira, ex-diretor do Departamento de Geografia, Terras e Colonização – DGTC, entrara com um Habeas-Corpus para se defender da representação que o promotor Ildefonso Gugich de Oliveira fizera contra ele à Procuradoria Geral do Estado no começo de março. De acordo com a denúncia, ao titular as terras da praça, Hugo cometeu falsidade ideológica e prevaricação, podendo pegar até sete anos de cadeia. O ex-diretor se defendia dizendo ter sido enganado, afinal, se quisesse “prejudicar o patrimônio estatal, não seria, convenhamos, uma praça pública que titularia particular”. Ele também não poderia verificar uma a uma todas as titulações de terra que chegavam para assinar, precisando confiar no pessoal responsável pelos processos. Por conta disso, teria sido vítima da “capciosidade do pedido formulado no requerimento que deu origem a toda essa sorte de aborrecimentos”. Deste modo, não haveria razão para seu nome ficar sujeito a um processo penal que não podia gerar condenação alguma, constituindo assim um “constrangimento ilegal”.

 Por Alexandre Camargo de Sant’Ana

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.