Connect with us

Colunistas

A Grande Reserva Mata Atlântica II

Publicado

em

A Grande Reserva Mata Atlântica II

A Grande Reserva Mata Atlântica é composta por 45 municípios sendo que quatro deles são reconhecidos como cidades históricas tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN): São Francisco do Sul (SC), Paranaguá (PR), Antonina (PR) e Iguape (SP). Além disso a região possui duas das mais antigas cidades do Brasil: Guaraqueçaba (PR) e Cananeia (SP). 

No mapa da Grande Reserva podemos observar cinco regiões/ setores: Setor Lagamar Norte, Setor Alto Ribeira, Setor Alto Montana e Araucárias, Setor Serra do Mar Lagamar e Setor Serra do Mar Sul. No Setor Lagamar Norte (costa sul de São Paulo) podemos destacar a belíssima cidade de Cananéia que acaba sendo um portal de entrada para o Parque Estadual da Ilha do Cardoso. No Setor Alto Ribeira (São Paulo) encontramos alguns parques estaduais de São Paulo, como Intervales, Carlos Botelho, Caverna do Diabo e PETAR. No Setor Alto Montana e Araucárias (Paraná) encontramos parques como o Parque Estadual do Pico Paraná e o Parque Estadual das Lauráceas. No Setor Serra do Mar Lagamar (Paraná) temos as belíssimas cidades de Morretes, Antonina e Paranaguá sendo considerado o núcleo da Grande Reserva Mata Atlântica devido a diversidade ambiental encontrada. Já mais ao sul, temos o Setor Serra do Mar Sul (Paraná e Santa Catarina), único compartilhado por dois estados e com uma exuberante Mata Atlântica incluindo importantes parques como os Parques Nacionais Saint Hilaire-Lange e Guaricana e tendo destaque para as cidades de São Francisco do Sul, Itapoá, Guaratuba e Matinhos. 

Temos então a convicção de que a Produção de Natureza desta região merece todos os esforços dos setores público e privados para a sua concretização. Qualidade ambiental impacta diretamente na qualidade da saúde de todos os habitantes do planeta independente de sua classificação. Sugiro então uma visita ao site da Grande Reserva Mata Atlântica: http://grandereservamataatlantica.com.br

Leia também: Lições ambientais de 2020 – II