Logotipo

Paranaguá tem uma morte por gripe e seis casos confirmados

23 de maio de 2019

Campanha de vacinação segue até o final do mês. No Paraná, 69,19% do público-alvo foi imunizado (Foto: AEN)

Compartilhe

Boletim da Secretaria da Saúde informa que são 109 casos no Paraná com 31 mortes

Boletim da Secretaria de Estado da Saúde divulgado na quarta-feira, 22, informa que aumentou o número de casos confirmados e de mortes provocados pela gripe: são 109 casos, com 31 mortes. Na semana anterior o boletim apresentava 74 casos graves confirmados de Influenza com 22 óbitos em todo o Estado.

As mortes foram registradas pelas Regionais de Saúde de Paranaguá, Foz do Iguaçu, Cascavel, Campo Mourão, Umuarama, Paranavaí, Maringá, Apucarana, Londrina, Toledo e Curitiba. Uma morte foi confirmada em Paranaguá, que possui seis casos registrados. Em Pontal do Paraná há um caso confirmado e um óbito.

A Secretaria da Saúde insiste sobre a importância da vacinação contra a gripe. “A aproximação do inverno provoca aumento do número de casos e por isso reforçamos a necessidade de que o público-alvo estabelecido pelo Ministério da Saúde receba a dose da vacina que está à disposição em todas as unidades de saúde do Estado”, afirma a enfermeira da Divisão de Vigilância do Programa de Imunização, Vera Rita da Maia.

Ela destaca ainda que a vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem evoluir para casos graves da doença, internações e óbitos. 

VACINAÇÃO

A campanha nacional de vacinação contra a gripe começou no dia 10 de abril e segue até o dia 31 de maio. A meta do Ministério da Saúde é imunizar 90% dos grupos de crianças com idade entre seis meses e cinco anos incompletos; gestantes; puérperas; idosos, povos indígenas, professores, trabalhadores da saúde, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, população privada de liberdade, adolescentes e jovens de 12 a 20 anos sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e policiais civis e militares.

Hoje o balanço da campanha de vacinação contra a gripe no Paraná mostra que 69,19% do público-alvo foi imunizado.

INFLUENZA 

É uma infecção viral aguda do sistema respiratório altamente transmissível. Os sintomas são febre alta, dores musculares, dor de cabeça e dor de garganta. Se não for tratada, pode provocar complicações, evoluir para pneumonia e provocar até a morte. 

A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada, ao falar, ao tossir ou no contato pelas mãos.

PROTEÇÃO

A vacina aplicada nas unidades de saúde é chamada de trivalente e protege contra duas cepas de vírus A e uma cepa de vírus B. 

A enfermeira da Divisão de Vigilância do Programa de Imunização, Vera Rita da Maia, orienta ainda para medidas que ajudam na proteção contra a gripe: “lavar e higienizar as mãos com frequência, alimentação saudável, ingerir bastante líquido, não compartilhar objetos de uso pessoal, como talher, copo e garrafa, evitar contato com pessoas que estejam com sintomas de gripe e manter a casa ou o local de trabalho arejados. Ao tossir ou espirrar as pessoas devem tampar o nariz e a boca para que as gotículas não se espelhem”.

 

Fonte: Secretaria Estadual de Saúde

Colunistas