conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Estado confirma 30 casos de dengue no litoral do Paraná

Matinhos (14), Paranaguá (9), Guaratuba (6) e Antonina (1), respectivamente estiveram presentes na lista de municípios do litoral com casos de dengue (Foto: EBC)

Publicado

em

Informe Técnico da SESA indica aumento de nove para 21 casos autóctones da doença em cerca de sete dias

Na segunda-feira, 20, o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde (SESA), divulgou boletim epidemiológico dos casos de dengue confirmados em todo o Paraná abrangendo período do dia 29 de julho de 2018 até 18 de maio de 2019. O Informe Técnico 34, elaborado pela Superintendência de Vigilância em Saúde e Sala de Situação em Saúde, aponta a ocorrência de 30 casos autóctones confirmados de dengue no litoral. Desde o último boletim divulgado pela SESA no dia 13 de maio, segundo os dados, houve crescimento de nove registros confirmados de dengue nos municípios litorâneos para 30, um aumento de 21 casos em cerca de sete dias.

O último boletim apontava existência de cinco casos em Paranaguá e quatro em Guaratuba. Os dados cresceram de forma alarmante em sete dias, pois, segundo o informe divulgado nesta segunda-feira, 20, Matinhos, que não tinha nenhum registro de dengue, passou a ter 14 casos confirmados. A segunda cidade com mais números da doença no ranking é Paranaguá, que cresceu de cinco registros autóctones para nove. Guaratuba, que tinha quatro casos na semana passada, passou para seis. O último município com apontamento de existência de dengue é Antonina com um caso. Nenhum registro de dengue grave foi contabilizado no litoral pela SESA.

RISCO CLIMÁTICO ALTO PARA PROLIFERAÇÃO DO AEDES AEGYPTI

Segundo a SESA, o Serviço de Alerta Climático de Dengue do Laboratório de Climatologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR), através do Laboratório de Climatologia, aponta que a parte do litoral que abrange Paranaguá, Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná está com risco climático alto para a proliferação do Aedes Aegypti, o mosquito transmissor da dengue.  Outro dado destacado pelo Informe Técnico é de que a região litorânea do Paraná está com infestação alta do mosquito transmissor nas residências dos munícipes, principalmente em Paranaguá, Antonina e Morretes, segundo o mapa divulgado. – “Municípios infestados são aqueles com disseminação e manutenção do vetor nos domicílios. No Paraná incluem-se nesta categoria 329 municípios (82,5%)”, explica a SESA.

Litoral está com infestação alta do mosquito nas residências  (Foto: Setor de Dengue da Semsap de Paranaguá)

MAIS DE 8 MIL CASOS DE DENGUE NO PARANÁ 

Segundo o informe epidemiológico da SESA, 8.158 casos de dengue foram confirmados no Paraná. “São 1.386 a mais que na semana anterior, que apresentou 6.772 casos confirmados. Os casos autóctones, contraídos na própria cidade de residência, são 7.869. E 21 municípios apresentaram autoctonia pela primeira vez. Matinhos está entre estas cidades com 14 casos”, afirma o Governo do Estado.

“Estamos intensificando as ações de combate em todo Litoral, com busca ativa de criadouros”, afirma o diretor da 1ª Regional de Saúde de Paranaguá da SESA, José Carlos de Abreu. “Em Matinhos vamos iniciar uma operação nesta quinta-feira, 23, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e Universidade Federal do Paraná para o monitoramento da presença do mosquito transmissor em toda a zona urbana”, complementa.

A operação em Matinhos terá a instalação de armadilhas que imitam ambiente do criadouro do Aedes Aegypti, algo que será feito em 87 residências da cidade.  “Vamos deixar um recipiente preparado para que o mosquito deposite os ovos e quatro dias após, na segunda-feira, 27, recolheremos o material para checagem de bairros com maior incidência”, complementa o diretor.

De acordo com a SESA, todos os proprietários das residências que contarão com armadilhas para o mosquito da dengue assinaram termo de autorização junto ao Estado. "O objetivo da operação é nortear as áreas com prioridades para o controle”, finaliza o biólogo da 1.ª Regional, Pedro Calderaro. 

Mapa divulgado no boletim aponta risco climático alto para proliferação do Aedes Aegypti no litoral

 

*Com informações da AEN.

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.